Aprenda alguns truques para poupar nos gastos com o seu bebé

Contents
  1. 7 dicas para economizar e poupar dinheiro para comprar uma casa ou apartamento
  2. 1. Comece pelo planejamento
  3. 2. Economize direto na fonte
  4. Qual a melhor forma de juntar dinheiro?
  5. Poupança
  6. Investimentos
  7. Consórcio
  8. 3. Relacione lucros e dividendos
  9. 4. Faça cortes estratégicos
  10. Como economizar mais?
  11. 5. Elimine o cartão de crédito
  12. 6. Tenha saúde em dobro
  13. 7. Feche a conta
  14. 4 dicas para economizar dinheiro quando se tem filhos | Organizze
  15. 1. Evite levar seus filhos ao mercado
  16. 2. Tenha cuidado na hora de presentear seu filho
  17. 3. Busque economizar dinheiro optando por diversão gratuita
  18. 4. Faça um planejamento financeiro
  19. Aprenda a poupar dinheiro e realizar projetos
  20. Qual é a importância de poupar dinheiro?
  21. Vale a pena poupar para realizar planos?
  22. Como poupar dinheiro para concluir metas?
  23. Pense no que esse projeto representa para você
  24. Defina o custo do seu projeto
  25. Faça um calendário
  26. Crie metas e prazos
  27. Pague todas as contas no mesmo dia
  28. Envolva os familiares
  29. Converse com os pequenos sobre educação financeira
  30. Planeje mesmo com renda variável
  31. Repense seu estilo de vida
  32. Encare a poupança mensal como mais uma de suas despesas
  33. Analise as despesas com transporte
  34. Pesquise antes de ir ao supermercado
  35. Economize com certos gastos domésticos
  36. Poupe dinheiro extra
  37. Defina como investirá seu dinheiro
  38. 30 Dicas para Poupar Dinheiro
  39. 1 – O Mealheiro é o Melhor Amigo para Poupar Dinheiro
  40. 2 – Transfira o Seguro de Vida do Crédito Habitação
  41. 3 – Use o Carro sem Parar
  42. 4 – Faça as Compras com Dinheiro para Poupar
  43. 5 – Aponte Todas as Despesas Mensais
  44. 6 – Descarregue o nosso EBOOK Gratuito
  45. 7 – Experimente Levar o Lanche de Casa
  46. 8 – O Pequeno Almoço é Uma Fonte de Saúde e De Poupança
  47. 9 – Pense 2 Vezes Antes de Comprar
  48. 10 – Faça Bem à Primeira
  49. 11 – Utiliza Panos de Limpeza?
  50. 12 – Evite Gastar Dinheiro em Comissões Bancárias
  51. 13 – Evite Pedir Dinheiro Emprestado
  52. 14 – Controle o Seu Cartão de Crédito
  53. 15 – Procure o Entretenimento Gratuito
  54. 16 – A Poupança Maior está nas Pequenas Despesas
  55. 17 – Festeje Mas Com Critério
  56. 18 – Habitue-se a Pedir Descontos
  57. 19 – Defina Limites Diários para as Despesas
  58. 20 – Elimine os Maus Hábitos (ou Vícios)
  59. 21 – Deitar Cedo dá Saúde e Traz Poupança
  60. 22 – Alertas de Poupança
  61. 23 – Faça Férias Cá Dentro
  62. 24 – Defina Objetivos de Poupança por Famílias
  63. 25 – Peça uma Redução das Taxas de Juro
  64. 26 – Reavalie o Seu Serviço de TVCabo
  65. 27 – Pague Primeiro a Si!
  66. 28 – Proteja-se do Marketing Agressivo
  67. 29 – Ande com Pouco Dinheiro
  68. 30 – Quem Não Tem Cão Caça Com Gato
  69. A Dica 31…

7 dicas para economizar e poupar dinheiro para comprar uma casa ou apartamento

Aprenda alguns truques para poupar nos gastos com o seu bebé

Comprar um imóvel é o objetivo de vida de muita gente. E essa conquista se torna ainda maior quando é resultado de um bom planejamento financeiro, que permita a você fugir das dívidas e de tantas outras dores de cabeça que surgem ao comprar um imóvel sem preparar o orçamento. O melhor é se organizar para decidir qual a melhor forma de juntar dinheiro.

Acredite: repensar hábitos de consumo e promover algumas mudanças de comportamento são ações que podem tirar o sonho da casa nova do papel, transformando-o em realidade! Duvida? Então confira agora mesmo as 7 dicas que preparamos para você aprender a economizar e conseguir comprar um imóvel sem passar por dificuldades!

1. Comece pelo planejamento

Comprar uma casa é uma das decisões mais importantes que qualquer pessoa pode tomar na vida. E como é um grande investimento, merece atenção e planejamento. Para dar esse passo com firmeza, faça o seguinte:

  • avalie quanto você pode poupar por mês sem passar apertos;
  • crie uma planilha eletrônica, anotando suas receitas e despesas;
  • faça projeções desses valores para os próximos meses.

Esse será seu fluxo de caixa, que ajudará a determinar seu investimento mensal para a compra do imóvel.

Assim, se perceber que sempre sobram por volta de 500 reais no fim do mês, faça investimentos com esses valores! Você pode analisar as opções a seu alcance e pensar no que é mais interessante para sua realidade — logo mais vamos falar sobre algumas alternativas. Inclua esse depósito no seu controle financeiro como se fosse uma obrigação e nem pense em usar esse dinheiro para outras finalidades, ok?

Ainda nessa etapa, lembre-se daquelas despesas sazonais, que costumam passar despercebidas em muitos planejamentos financeiros. Estamos falando do IPVA, do material escolar do filho e do licenciamento do carro, por exemplo. A lógica é simples: quanto mais preparado você estiver para poupar, menores se tornam as chances de algo sair errado.

2. Economize direto na fonte

Não tem jeito: realizar o sonho da casa própria exige sacrifícios financeiros. Uma saída para pagar as parcelas sem aperto é adaptar o orçamento mensal bem antes de comprar o imóvel.

Se você retém parte da renda na poupança ou em algum outro investimento antes mesmo de colocar o salário no bolso, pode já ir se acostumando com essa nova situação financeira e ainda conseguir poupar um dinheiro.

A porcentagem de renda economizada pode variar bastante. Poupar em torno de 30% dos ganhos é uma forma de se acostumar com as prestações, que não devem ter um valor muito superior a essa porcentagem do seu salário para não comprometer o pagamento do restante dos compromissos mensais.

Qual a melhor forma de juntar dinheiro?

A pergunta que não quer calar agora é: o que exatamente fazer com esse dinheiro que você está separando a fim de se preparar para a mensalidade da casa nova? Como são diversas as alternativas possíveis, o segredo está em escolher aquela mais interessante para sua realidade e para seu perfil. Confira agora mesmo algumas opções!

Poupança

Por mais que seja bastante popular, a poupança é um tipo de investimento pouco efetivo, com rendimento baixíssimo. A maior vantagem está na segurança de ter o dinheiro ali, à mão, mas, ao mesmo tempo, essa acessibilidade facilita o resgate sempre que a tentação bate à porta.

Investimentos

Como o mercado financeiro oferece algumas opções, o ideal é contar com um bom suporte profissional que conheça bastante da área para escolher sem erro.

Investimentos com pouca liquidez restringem o acesso ao dinheiro por um tempo definido na contratação. Enquanto isso, outros investimentos oferecem riscos.

Por essas e outras, é essencial conhecer bem as opções e seu próprio perfil de investidor antes de se lançar nesse caminho.

Consórcio

Sabia que o consórcio é uma das modalidades preferidas para a compra planejada de imóveis? Com ele, é possível organizar o pagamento mensal, sabendo quanto vai investir e durante quanto tempo o fará.

Logo no ato da contratação, as variáveis já são apresentadas: taxa de administração, parcela mensal e prazo total.

Não há, assim, inseguranças ou surpresas! Além disso, diferentemente dos financiamentos bancários, não há juros.

3. Relacione lucros e dividendos

Não é nada prudente adquirir um imóvel sem ter condições financeiras para arcar com todos os custos envolvidos. Lembre-se de que a inadimplência pode fazê-lo passar por vários problemas extremamente desgastantes, como processos judiciais, cobranças, negativação e, em alguns casos, até a perda do bem.

Pensando nisso, faça um balanço! Compare sua renda com as dívidas que tem por mês e avalie os gastos que passará a ter com a compra da sua casa. Não se esqueça de que esse é um negócio que envolve outros custos, além da prestação em si. Como exemplos podemos citar:

  • taxas administrativas;
  • contrato de financiamento;
  • seguro residencial;
  • honorários de despachante.

Tudo isso não só pode como deve ser contabilizado! Essa é uma ótima maneira de saber quanto você pode assumir de prestações mensais para pagar o imóvel e ainda identificar gastos que podem ser excluídos ou ao menos reduzidos da sua vida.

4. Faça cortes estratégicos

Ao contrário do que muita gente pode pensar, não é preciso deixar de sair, de fazer passeios e viajar para conseguir comprar uma casa. Tudo pode ser ajustável! Faça uma avaliação cuidadosa do quanto você gasta em suas horas de lazer e tente reduzir alguns custos, como:

  • o pacote da TV a cabo;
  • os pedidos de fast food;
  • as baladas do final de semana;
  • as compras feitas por impulso.

Fique atento também a seus custos fixos mensais, como água, luz e internet.

É possível escolher um plano de internet mais barato? Como economizar nas contas de luz e de água? Quando você não está pensando em assumir compromissos altos (como comprar uma casa), é natural não se preocupar tanto com isso. Já se você quer poupar dinheiro, um dos primeiros focos de ataque deve ser o montante de contas fixas mensais.

Como economizar mais?

Pode acontecer de você não ter espaço no orçamento para guardar 30% da sua renda. Em alguns casos, é difícil encontrar algo para cortar, especialmente se você já cuida bem do seu planejamento financeiro. Nesse caso, a saída é, se possível, buscar uma fonte de renda extra.

Trabalhar como freelancer, transformando um hobby em atividade rentável, já pode ajudar bastante. Mas atenção: é para reservar os ganhos extras exclusivamente para a compra da casa nova, combinado? E a boa notícia é que você pode fazer muito além do seu trabalho formal — desde que, claro, tenha conhecimento para isso. Algumas possibilidades são:

  • dar aulas particulares de reforço;
  • escrever sobre temas relacionados à sua área;
  • trabalhar com recepção, fotografia e divulgação de eventos;
  • normatizar trabalhos acadêmicos segundo a ABNT.

5. Elimine o cartão de crédito

Ter um cartão de crédito pode até ser uma segurança a mais no caso de surgirem emergências financeiras, mas nunca deve ser sua principal forma de fazer compras. A verdade é que, como não sentimos o dinheiro saindo da conta (a não ser quando a fatura chega), o cartão acaba se tornando uma grande tentação para os gastos.

Tente, então, manter seu cartão de crédito zerado, só lançando mão dele quando for realmente necessário. Para evitar comprar por impulso, deixe-o em casa quando sair.

Não tenha dúvida: é mais fácil controlar as despesas quando você está com o dinheiro vivo nas mãos. Para ter um norte, estabeleça um valor máximo para os gastos semanais e saque o dinheiro no caixa eletrônico.

Assim, você consegue ter uma noção melhor de quanto está gastando em casa e por onde pode começar a economizar.

6. Tenha saúde em dobro

Quem fuma ou toma uma cervejinha com frequência sabe o quanto esses hábitos são caros. Por isso, abrir mão deles pode mudar radicalmente sua realidade financeira. E não se engane: não são só as bebidas e o cigarro que fazem mal à saúde e ao bolso! Refrigerantes, café e doces também podem ser prejudiciais se consumidos em excesso. E ainda geram despesas significativas no orçamento!

Vamos fazer uma conta juntos? Uma carteira de cigarro custa em média, hoje, 8 reais. Assim, se você fuma um maço por dia, gasta aproximadamente 240 reais por mês. Isso sem contar que esse hábito ainda gera despesas com:

  • saúde bucal, para eliminar o cheiro forte e as manchas nos dentes;
  • problemas respiratórios, com idas mais frequentes ao médico, gripes e resfriados mais constantes;
  • deslocamento, já que quem fuma tem menos disposição física para corridas e caminhadas.

Deixando de fumar, portanto, você não economiza apenas 240 reais — o que, por si só, já seria uma boa ajuda no pagamento das mensalidades de sua nova casa. É preciso somar a esse valor as consultas médicas e odontológicas, os remédios e custos com combustível e passagens de ônibus para destinos que você poderia seguir a pé ou de bike.

Já que estamos falando de saúde, outro empurrãozinho que você pode dar para ajudar tanto seu bem-estar como suas finanças é começar a caminhar mais. Em vez de pegar o ônibus ou o carro para ir trabalhar, que tal sair um pouco mais cedo de casa e fazer o trajeto a pé?

7. Feche a conta

Deixe para assumir dívidas maiores quando não estiver comprometido com outros gastos. Quite suas parcelas em aberto (pelo menos as mais altas, que pesam mais no orçamento) antes de colocar as despesas com o novo imóvel em sua planilha de custos.

E não esqueça que boa parte das linhas de crédito imobiliário permite o financiamento de apenas 80% do valor do imóvel. Isso significa que você precisa de 20% do total disponível para dar entrada. Assim, se já tiver uma ideia do valor do imóvel que pretende comprar, fica fácil saber quanto será preciso guardar para a entrada e quanto tempo levará para juntar esse dinheiro.

Como você viu, economizar pode exigir mudanças. É preciso ter em mente que o fruto desse sacrifício é a realização de um sonho. Aprenda qual a melhor forma de juntar dinheiro para seu caso e escolha a alternativa mais viável para seu bolso! Se não tem pressa para mudar e pretende iniciar o investimento sem gastar muito com parcelas, um consórcio pode ser a melhor solução.

Por fim, saiba que pode contar com a Rodobens para ajudá-lo nessa importante jornada! Para saber mais detalhes e se preparar melhor, aproveite para conferir um material que preparamos para guiá-lo na compra do primeiro imóvel!

Источник: https://blog.rodobens.com.br/5-dicas-para-economizar-e-poupar-dinheiro-para-comprar-uma-casa-ou-apartamento

4 dicas para economizar dinheiro quando se tem filhos | Organizze

Aprenda alguns truques para poupar nos gastos com o seu bebé

Economizar dinheiro é um desafio e tanto, que é multiplicado quando se tem filhos com exigências diferentes para cada fase do seu crescimento. Desde o início da vida — passando pela idade escolar com aquele custo imenso com mensalidades e material, que parece nunca ter fim — até o despertar da idade adulta.

Mas ter filhos não quer dizer que é impossível economizar. Com um pouco de paciência, dedicação e força de vontade é possível chegar lá. Não sabe como? Leia nosso post e confira 4 dicas importantes sobre esse assunto.

1. Evite levar seus filhos ao mercado

Você deve se lembrar que seus pais ou avós sempre evitavam levar você ao mercado quando era criança, né? O motivo é simples: crianças sempre querem comprar tudo o que veem!

No supermercado, é comum que queiram levar diversas guloseimas que fazem um grande buraco no orçamento familiar. Muitos pais são duros nesse momento e até tentam manter firme a palavra, mas quando a criança faz birra, chora e exige, alguns acabam cedendo e atendem aos muitos pedidos do filho.

Por via das dúvidas, deixe-o em casa ou vá ao mercado enquanto ele está na escola. Assim você fará suas compras com tranquilidade e vai levar somente o necessário.

Vale ressaltar que a ideia não é deixar de comprar as coisas que seu filho gosta, mas evitar comprar tudo de uma vez.

2. Tenha cuidado na hora de presentear seu filho

Pais presenteiam os filhos constantemente, desde um chocolate no supermercado a um celular novo.

Crianças que são presenteadas com frequência crescem com a ideia de que podem ter tudo quando quiserem e possivelmente terão dificuldades quando adultos. É comum que não saibam o valor do dinheiro ou o trabalho que dá para lhes proporcionar tamanho conforto.

Conversar com seus filhos sobre o que a família pode comprar — ou quando poderá fazê-lo — ajuda a desenvolver, na criança, senso de realidade e empatia.

Prepare seu filho para esperar e saber fazer planos. Não antecipe presentes de aniversário ou Natal: você com certeza ficará compelido a dar algo novamente nessas datas. Experimente montar um planejamento junto com o seu filho, ensinando-o a poupar o dinheiro para comprar algo que ele deseja.

3. Busque economizar dinheiro optando por diversão gratuita

Com tanta tecnologia, é difícil tirar os filhos de casa. Quando isso acontece, o passeio mais comum é ir ao shopping. Apesar de divertido e prático, isso gera mais despesas com alimentação e, bem provavelmente, c0m compras inesperadas.

Uma solução para se divertir com a família e gastar pouquinho é buscar na internet atrações gratuitas e projetos culturais de sua cidade. É provável que você encontre eventos que não cobram entradas, como peças teatrais ou apresentações musicais.

Para diminuir o custo de lazer com seus filhos, promova encontros familiares em parques fazendo, por exemplo, piqueniques. Seus filhos terão contato com a natureza e poderão aprender um pouco de culinária, ajudando os pais a preparar os lanches.

4. Faça um planejamento financeiro

Para economizar dinheiro é impossível fugir de um planejamento financeiro, tendo filhos ou não. Faça uma lista de seus custos fixos e dos rendimentos de todos que contribuem em sua casa.

Você pode fazer isso em planilhas ou usar sistemas que o ajudam nesse controle. Existem sites que fazem seu planejamento de forma segura e ainda possuem aplicativos para celulares, a fim de facilitar a organização. A vantagem é que você só terá que incluir seus dados, pois o próprio sistema faz os cálculos para você.

Inclua em sua lista de custos todas as suas despesas como:

→ Aluguel e contas mensais;

→ Cursos e escola;

→ Financiamentos e empréstimos;

→ Gastos com combustível e transporte;

→ Planos de saúde.

Tenha cuidado ao inserir os gastos com cartão de crédito. Preferencialmente, guarde-o para emergências, para não ceder às tentações de sair do seu orçamento.

Se suas despesas são maiores que seus rendimentos, procure cortar gastos desnecessários com urgência. E não deixe de acrescentar uma poupança como fundo de emergência.

Estipule um valor mensal para poupar e, assim que receber o seu salário, separe o dinheiro dessa reserva, antes de tudo. Se deixar para guardar o que sobra no final do mês, é bem possível que não tenha nenhum dinheiro para reservar.

Siga essas orientações para conseguir economizar dinheiro, mesmo tendo filhos. Mas é importante que, ao mesmo tempo, você ensine às crianças sobre a importância de administrar bem o dinheiro, através da educação financeira infantil.

E você? Como faz para economizar dinheiro na sua casa? Você ensina seus filhos sobre a importância de controlar o próprio dinheiro? Deixe seu comentário!

Источник: https://financaspessoais.organizze.com.br/4-dicas-para-economizar-dinheiro-quando-se-tem-filhos/

Aprenda a poupar dinheiro e realizar projetos

Aprenda alguns truques para poupar nos gastos com o seu bebé

Quando você acha que está livre do tema “educação financeira”, a vida vem te provando o oposto? Mesmo depois de sair das dívidas e limpar o nome, você ainda sente necessidade de entender mais sobre poupar dinheiro e as infinitas possibilidades? Vem com a gente!

Muitas pessoas conseguem organizar suas finanças, mas acabam ficando na dúvida quando o assunto é dar um passo adiante e aprender a poupar dinheiro se preparando para o futuro.

Se você tem um projeto que ainda não saiu do papel, ou gostaria de ter, mas ainda não sabe como se planejar, não fique estagnado. Acompanhe as dicas que reunimos para você e aprenda de uma vez por todas como poupar dinheiro e realizar seus sonhos!

Qual é a importância de poupar dinheiro?

Poupar dinheiro é um passo muito importante em qualquer projeto de organização financeira. Afinal, essa reserva permite que você não seja pego de surpresa e ainda consiga conquistar seus sonhos no curto, médio e longo prazo.

Uma das dúvidas mais comuns sobre esse tema é principalmente a quantidade indicada para economizar por mês. Contudo, a verdade é que não existe uma quantia exata, já que tudo dependerá da sua realidade financeira e dos seus planos para o futuro.

Uma maneira interessante para começar a poupar dinheiro é guardar em torno de 10% a 15% da sua renda líquida mensal após todos os descontos. Assim, vamos supor que o seu salário líquido seja de R$2.000. O cenário ideal é conseguir poupar, no mínimo, R$200 após quitar todas as dívidas (para ajudar você com esses cálculos, você sempre pode usar aplicativos de organização financeira).

Contudo, não se esqueça de separar uma parte do dinheiro para gastar durante o mês. Caso contrário, é muito provável que você acabe usando a reserva naquele período.

Vale a pena poupar para realizar planos?

Descobrir como poupar dinheiro não é a tarefa mais difícil quando o assunto é inteligência financeira. Na verdade, complicado é compreender a necessidade de fazer isso e colocar a atividade em prática.

Muita gente prefere recorrer a empréstimos ou parcelamentos na hora de comprar algo ou realizar um empreendimento. Porém, essa não é uma boa estratégia. Afinal, começar um projeto com uma dívida nas costas não costuma ser uma boa opção.

Portanto, o ideal é que você tenha disciplina e guarde o valor necessário para comprar o que deseja ou para empreender, ainda que demore um pouco. Dessa forma, você terá toda a sua renda livre no mês subsequente e estará mais preparado para alguma adversidade.

Como poupar dinheiro para concluir metas?

Agora que você já entendeu a importância de guardar dinheiro, está na hora de aprender de fato como fazer isso. Portanto, continue acompanhando as nossas dicas. Descubra como poupar dinheiro e investir nos seus sonhos!

Pense no que esse projeto representa para você

Se você está começando a se planejar agora e não sabe se conseguirá poupar dinheiro suficiente, pense em tudo que o projeto representa: ele o fará mais feliz? Você tem esse desejo há muito tempo? É um passo para ajudá-lo a atingir outras metas?

Se a resposta para essas e outras questões for sim, você realmente tem motivos para se esforçar e manter o foco. Se for necessário, escreva seus sonhos em um papel e leia sempre que pensar em gastar com alguma coisa desnecessária. Desse jeito, você ficará sempre motivado a conseguir atingir seus objetivos!

Defina o custo do seu projeto

Antes de mais nada, faça as contas e defina quanto o projeto em questão vai custar. Nesse momento, inclua todos os gastos que você pode prever e adicione um extra para situações inesperadas.

No caso de uma viagem, por exemplo, some os custos do transporte (passagens ou gasolina), da estadia, das atrações que você deseja visitar e também uma estimativa de quanto gastará com alimentação e compras locais.

Já no caso de uma reforma, lembre-se dos gastos com material e mão de obra. Além disso, inclua uma quantia para possíveis imprevistos (que quase sempre acontecem).

Faça um calendário

Fazer um calendário e acompanhar os dias que faltam para a realização de um sonho pode ser uma ótima motivação. Tornar essa espera mais visual pode ser um incentivo a mais para poupar dinheiro.

Marcar tarefas como concluídas pode ser extremamente prazeroso. Portanto, celebre pequenas vitórias, como deixar de comprar alguma coisa ou guardar um pouco a mais. No entanto, se você tiver problemas com ansiedade, ficar olhando todos os dias para o calendário pode causar o efeito inverso.

Crie metas e prazos

Defina quanto você consegue economizar por mês e coloque uma meta a ser alcançada até uma data predeterminada. Quando você define uma data e uma quantia para juntar, é mais fácil não comprometer toda a sua renda mensal e conseguir poupar dinheiro. Quando for definir essa meta, lembre-se dos seus projetos pessoais e use isso como motivador.

No entanto, não se esqueça de que esses objetivos devem ser realistas e possíveis. Se você ganha R$1.000,00 e tem uma despesa fixa de R$300,00, não adianta colocar como meta guardar R$800,00 por mês. Você sempre vai precisar gastar com alguma coisa, e isso o fará se sentir culpado.

#Dica extra: quando for estipular suas metas de gastos ou fizer seu planejamento financeiro, sempre arredonde as suas despesas para cima e a renda para baixo. Desse modo, mesmo que aconteça um imprevisto nas contas de casa, você não fugirá muito do seu plano, e será mais fácil poupar dinheiro extra.

Pague todas as contas no mesmo dia

Modifique a data de vencimento das suas contas fixas para a mesma data, de preferência logo depois de cair o seu pagamento. Dessa maneira, é mais fácil organizar todas as dívidas, porque você paga tudo o que precisa de uma vez e tem uma ideia melhor de quanto sobra para passar o mês sem ser surpreendido com algum boleto que tenha ficado para trás.

Envolva os familiares

Organizar as finanças não é tarefa para uma única pessoa da casa. É preciso criar o hábito de conversar sobre dinheiro com o cônjuge e os filhos. Então, envolva os seus familiares nessas metas, explique qual é a renda de vocês mensalmente e converse sobre a necessidade de poupar.

Essa conversa é sempre válida, mas ganha uma importância ainda maior quando os planos envolvem todos da casa, como no caso de viagens em família ou reformas. Nesses casos, é essencial conversar com os filhos e explicar que economizar é o que tornará esses sonhos possíveis!

Afinal, não adianta se esforçar para cortar despesas se os outros integrantes da família não param de gastar ou não entendem o motivo de estarem sofrendo essas restrições. Isso gera um clima ruim e acaba atrapalhando bastante o processo.

Converse com os pequenos sobre educação financeira

É muito mais fácil ter controle sobre as finanças quando esses valores são aprendidos desde cedo. Portanto, fale sobre educação financeira para as crianças e procure ensiná-los a lidar com dinheiro.

Saber o quanto é necessário trabalhar para ganhar impede que eles gastem indiscriminadamente no futuro. Sendo assim, evite dar presentes fora de datas especiais sem que eles precisem apresentar uma contrapartida.

Pequenas tarefas, como lavar a louça, arrumar o quarto ou varrer o quintal, podem ser realizadas para que um objetivo seja atingido, como comprar aquele celular novo ou um brinquedo que estão querendo muito. Mas é importante que essas atividades sejam proporcionais ao valor do produto, para que eles valorizem a conquista.

Ainda que você tenha uma ótima condição financeira, é importante que as crianças saibam como o mundo funciona e que nada vem tão fácil quanto imaginam.

Planeje mesmo com renda variável

Quem é autônomo sofre mais na hora de poupar dinheiro. Afinal, não dá para saber, com certeza, quanto você ganhará por mês. Uma dica interessante é tirar a média de salário dos últimos 12 meses. Aproveite e analise os ganhos mínimos e máximos e se a sazonalidade interfere na sua renda.

A partir disso, ficará mais fácil começar o seu planejamento. Inicie levantando os seus gastos essenciais e tenha certeza de que eles são compatíveis com a sua renda mínima. Dessa forma, nos meses em que superar a média, conseguirá poupar mais.

Repense seu estilo de vida

Na hora de comprar, evite usar tanto o cartão de crédito e tente sair às compras com dinheiro em espécie ou apenas com cartão de débito. Dessa maneira, você saberá o quanto pode gastar.

Em relação ao lazer, essas pequenas mudanças também podem ser realizadas para poupar dinheiro, mas sem comprometer a sua qualidade de vida. Em vez de sair todos os dias do final de semana, escolha apenas um e crie outros programas com a família nos demais. Também vale a pena usar cupons, conhecer plataformas de cashback, optar por pratos promocionais e curtir programas culturais gratuitos.

Encare a poupança mensal como mais uma de suas despesas

Para não cair na “tentação” de usar o dinheiro que seria poupado em outros tipos de compras, a dica é encarar essa porcentagem como uma despesa fixa. Quando fizer seu planejamento, já inclua esse valor e, no mesmo dia em que realizar o pagamento de todas as contas, envie essa quantia para a sua reserva.

Analise as despesas com transporte

Os gastos com transporte podem comprometer boa parte da sua renda ao final do mês. Nesse caso, considere suas atividades diárias e tente otimizar os seus trajetos. Uma academia perto do trabalho pode evitar uma viagem, por exemplo.

Da mesma forma, sempre que possível, procure andar a pé ou usar transportes alternativos, como o metrô no lugar do Uber ou táxi. Pode parecer pouca coisa, mas você vai notar a diferença no final do mês.

Pesquise antes de ir ao supermercado

Para muita gente, os gastos com supermercado levam a maior fatia do pagamento. Nesse caso, é claro que a alimentação deve aparecer no topo da sua lista de prioridades. Contudo, há maneiras de economizar sem passar vontade.

Pesquisar preços é uma delas. Você pode comparar folhetos informativos ou fazer suas compras online. Outra dica legal é aproveitar os atacadistas. Produtos não perecíveis costumam sair muito mais baratos quando comprados em quantidades maiores.

Frutas e legumes também são bem mais acessíveis na feira. Portanto, deixe a preguiça de lado e economize bastante.

Economize com certos gastos domésticos

Isso pode variar bastante de pessoa para pessoa e depende muito do estilo de vida de cada um. No entanto, se você está querendo economizar para realizar um sonho, pode ser interessante abrir mão de alguns serviços.

Pacotes de internet podem ser negociados. Alguns deles oferecem muitos serviços extras que você nem usa. Nesse caso, optar por um pacote mais personalizado pode ser uma grande economia.

O mesmo acontece com a televisão a cabo. Hoje em dia, existem muitos aplicativos que oferecem entretenimento gratuito. Você pode assistir tanto no computador quanto na televisão, usando um aparelho para espelhar o celular ou uma Smart TV. Esses apps saem muito mais baratos que uma TV por assinatura. Portanto, veja se tudo o que você gasta mensalmente é realmente necessário.

Outra dica valiosa é ficar de olho no consumo de aparelhos eletrônicos. Apagar a luz ao sair dos cômodos e tirar equipamentos da tomada são gestos simples e que fazem diferença. Limitar o tempo do banho quente e do ato de passar roupas também pode fazer milagres no final do mês.

Poupe dinheiro extra

As férias, o 13º, o FGTS e outras rendas extras costumam ser empregadas de que forma no seu planejamento? Se você deseja poupar dinheiro para realizar suas metas, a dica é guardar esses valores.

Por mais que possa ser uma tentação pegar esse dinheiro para usar nas festas e viagens de final de ano, pense que são pequenos sacrifícios para um bem maior. Agora você pode até não precisar deles, mas imprevistos podem acontecer, e essa reserva extra ajudará muito nesses momentos.

Defina como investirá seu dinheiro

Poupar dinheiro pode ser complicado, mas o pior é investi-lo errado e não conseguir atingir seus objetivos. Por isso, existem várias possibilidades, dependendo da sua meta. Afinal, se você investir corretamente, o dinheiro pode render juros, acelerando o alcance da sua meta.

Para a reserva de emergência ou para projetos a curto prazo, é importante optar por um investimento que tenha uma alta liquidez, ou seja, que você possa retirar o valor investido rapidamente, sem perder dinheiro. A poupança é uma alternativa que funciona nesse caso, assim como o CDB, embora os juros sejam menores.

Já para investimentos de longo prazo, você poderá optar por opções com baixa liquidez e uma rentabilidade maior, como os fundos de investimento, o Tesouro Direto ou a Previdência Privada.

Saber como poupar dinheiro é um conjunto de ações. Você precisa de motivação, foco e um bom planejamento para ter sucesso e alcançar os seus sonhos. Se estiver endividado, não desanime.

Com a orientação certa, você pode sair do vermelho e ainda juntar todo o dinheiro que precisa para os seus projetos.

Depois de todas essas dicas, ficou mais fácil pensar em maneiras de poupar dinheiro, não é verdade?

Curta a nossa página no e receba sempre orientações interessantes como essa! Também confira nosso blog, que está sempre recheado de ótimas dicas!

Visitar o Blog

Источник: https://blog.euemdia.com.br/poupar-dinheiro/

30 Dicas para Poupar Dinheiro

Aprenda alguns truques para poupar nos gastos com o seu bebé

Temos que Mudar de Vida é uma expressão comummente  utilizada por todos principalmente nesta época de dificuldades financeiras. Poupar dinheiro é a solução para o equilíbrio financeiro e é o primeiro passo para mudar de vida.

Assim sendo comecemos por mudar de vida aplicando as 30 Dicas para poupar dinheiro.

1 – O Mealheiro é o Melhor Amigo para Poupar Dinheiro

A técnica do mealheiro desde de sempre teve uma razão de ser e é, sem margem de dúvida, o primeiro passo para começar a poupar dinheiro.

 Aqueles trocados que costumam andar a baloiçar nos bolsos ao fim do dia coloque-os no mealheiro. 50 Cêntimos por dia são 15 euro por mês 180 euros por ano.

E tendo esse dinheiro aplicado em boas contas poupança irá conseguir ainda ganhar dinheiro com juros, todos os meses.

2 – Transfira o Seguro de Vida do Crédito Habitação

Sabia que não é obrigado a manter o seu seguro de vida junto do banco onde tem o crédito habitação? E sabia que o monopólio das companhias de seguros no passado fazia com que a grande maioria dos bancos cobrasse valores que chegavam a ser duas a três vezes o valor de mercado? É possível transferir o seguro de vida do crédito habitação e poupar muito dinheiro. E sem esforço. Veja quando pode poupar no seguro de vida do crédito habitação

3 – Use o Carro sem Parar

Como sabemos o carro é um dos piores investimentos que se pode fazer, não só porque não traz retorno como ainda desvaloriza de ano para ano. Assim sendo, utilize o seu carro até que ele pare e poupe centenas de euros.

Muitas pessoas têm o hábito de mudar de carro com recorrência e acabam por justificar essa mudança com questões financeiras. Se reparar, na maioria dos casos isso não é verdade.

Se mesmo assim quiser comprar um carro tenha atenção à taxa de juro do crédito.

4 – Faça as Compras com Dinheiro para Poupar

No passado a generalidade dos negócios eram efectuados com dinheiro vivo. Nos nossos dias a utilização de dinheiro nas transacções não é muito frequente, no entanto, por vezes a compra de produtos de menor porte podem beneficiar de descontos significativos se apresentarmos o dinheiro para o pagar.

Adicionalmente, fazer compras a dinheiro em vez de fazer com o seu cartão irá implicar num consumo mais baixo pois vê o dinheiro a sair-lhe do bolso… e isso não é agradável.

5 – Aponte Todas as Despesas Mensais

Esta dica para poupar dinheiro é básica na medida em que permite que tenhamos completo controlo sobre as nossas despesas.

No entanto, o objectivo é ao fim de um mês identificar quais despesas podem ser evitadas e certamente que encontrará muitas que poderão ser optimizadas.

Este procedimento certamente permite poupar dinheiro de forma sustentada e gradual. Uma forma de controlar todas as despesas do mês é fazer o Orçamento Familiar.

6 – Descarregue o nosso EBOOK Gratuito

Publicámos recentemente o Ebook “Como ensinar o meu filho a poupar” que escrevemos para dar dicas para falar com o seu filho sobre dinheiro. O livro tem o contributo do Dr. Bagão Felix e ajuda a refletir sobre a importância que o dinheiro tem na nossa vida.

7 – Experimente Levar o Lanche de Casa

Quanto gasta por dia com o seu lanche? Provavelmente mais de 2 euros!!! Não precisa de fazer as contas, porque é fácil de calcular. Se levar o lanche de casa, irá sentir-se satisfeito da mesma forma e ainda irá poupar dinheiro.

8 – O Pequeno Almoço é Uma Fonte de Saúde e De Poupança

À semelhança da dica anterior, se optar por tomar o seu pequeno almoço em casa irá poupar dinheiro. Para esta dica, compare o preço de um litro de leite com a meia de leite que toma na pastelaria.

9 – Pense 2 Vezes Antes de Comprar

Será que necessita dessa compra? Apenas compre o que realmente necessita. Não compre se sabe que não irá usufruir ao máximo o produto. Neste contexto, poderá ser tentado a fazer compras por impulso… mas para evitar estas compras deverá seguir algumas das regras que aqui deixamos. Por exemplo, fazer um orçamento, andar com pouco dinheiro, evitar a utilização do cartão de crédito…

10 – Faça Bem à Primeira

Se por ventura gosta de efectuar trabalhos manuais lá por casa, evite desperdício de materiais e dinheiro. Estude tudo antes de efectuar e faça assim que souber que sairá bem à primeira.

11 – Utiliza Panos de Limpeza?

Quem não utiliza? A generalidade das pessoas utilizam diversos panos para as mais diversas tarefas de limpeza, como por exemplo, limpeza de cozinha, de vidros, carros, etc. Entenda que não necessita de comprar esses panos, pois provavelmente possui em sua casa roupa que não utiliza e não estão em estado de doar, considere em cortar e recuperar para panos de limpeza.

12 – Evite Gastar Dinheiro em Comissões Bancárias

Sugerimos que leia o artigo “Como acabar com as comissões bancárias” onde lhe mostramos que pode efetivamente poupar muito dinheiro nas comissões que os bancos lhe cobram!

Os bancos estão cada vez mais voltados para nos “roubarem” com comissões e outros custos que estão estipulados no seu preçário (que ninguém lê). Fuja das comissões… talvez faça sentido conhecer os bancos online ou o melhor banco para a sua conta à ordem.

13 – Evite Pedir Dinheiro Emprestado

Com certeza que em alguns casos é essencial recorrer a um empréstimo para satisfazer uma necessidade existente.

No entanto, avalie se é mesmo necessário porque estes acarretam encargos significativos. Se quiser um crédito procure sempre o crédito mais barato para a sua situação.

Pode mesmo acontecer que não precisa de um crédito e que conseguimos encontrar outras formas para reduzir os seus custos.

14 – Controle o Seu Cartão de Crédito

Cortar no cartão de crédito significa cortar no consumo inconsciente. Se não se consegue controlar então desista dos seus cartão de crédito. O controlo do cartão de crédito permitirá poupar em consumo e eventuais despesas e encargos com a sua utilização.

Nunca se esqueça que as taxas associadas aos cartões de crédito são realmente penalizadoras. Vemos na Reorganiza tantos casos de clientes cujos juros são superiores ao pagamento mínimo… o que significa que tomos os meses acumulam mais dívida.

15 – Procure o Entretenimento Gratuito

Encontrar actividades grátis para fazer não é assim muito difícil. Os tradicionais picnics são uma excelente opção e os miúdos adoram. Outro exemplo pode ser a leitura de livros sem gastar um euro através da utilização dos espaços de leituras das grandes livrarias.

16 – A Poupança Maior está nas Pequenas Despesas

Todos sabemos que as contas mais altas que possuímos no nosso universo não são exageradas e algumas foram extremamente ponderadas. A grande poupança está nas pequenas contas que possuímos e que nem nos apercebemos quando chegam e quando vão. Controlar as pequenas maior poupança trará do que optimizar as grandes e verá que pode poupar dinheiro como nunca pensou que fosse possível.

17 – Festeje Mas Com Critério

Um jantar em um restaurante pode contar dezenas de euros, logo deverão ser evitados a todo o custo. Se por ventura não quer cozinhar em casa, lembre-se que com o que gasta em comprar comida para casa durante um semana equivale a um jantar fora com a família. No entanto é sempre preferível cozinhar em casa porque a poupança é maior.

18 – Habitue-se a Pedir Descontos

Regatear por um desconto não é algo do passado, os dias de hoje exigem muito mais o pedido de desconto. Existem estabelecimentos e instituições que permitem descontos sempre que pretende pagar a totalidade do bem, por isso pergunte sempre se não existem descontos.

19 – Defina Limites Diários para as Despesas

É provavelmente uma das melhores formas para poupar Dinheiro e habituar-se à disciplina. Seja rigoroso, estabeleça um limite diário para gastos e não facilite.

20 – Elimine os Maus Hábitos (ou Vícios)

Jantar fora todos os dias, fumar, festas constantes são uma possibilidade para poupar dinheiro. Não necessita de eliminar por completo mas faça com menos frequência. É certo que todos precisamos de conforto e de qualidade de vida… mas muitas vezes temos esse conforto no presente à custa do conforto futuro.

21 – Deitar Cedo dá Saúde e Traz Poupança

A ideia é simples, mais cedo na cama, poupa-se energia, não só com a iluminação como também com aquecimento no Inverno.

22 – Alertas de Poupança

Nada melhor que estar sempre a recordar quais os seus objectivos de poupança. Assim sendo, guarde onde achar conveniente, podendo ser um papel na carteira, todos os dias da agenda ou como desejar, os objectivos que estipulou para a sua poupança.

23 – Faça Férias Cá Dentro

Temos um Pais abundante em atracções e por pouco mais de umas dezenas de euros pode ter um período de férias deslumbrante. Compare uma semana de férias fora do País e uma semana cá dentro. Em muitos casos pode poupar dinheiro ficando por cá.

felicidade

24 – Defina Objetivos de Poupança por Famílias

Aprenda a distinguir e diferenciar as suas despesas, as despesas fixas e as despesas variáveis, as referentes à alimentação, entre outras. Optimize cada família para aumentar a suas poupanças.

25 – Peça uma Redução das Taxas de Juro

Atualmente é possível reduzir significativamente as suas prestações financeiras. Veja o nosso artigos sobre como baixar prestações financeiras onde lhe explicamos que é possível reduzir em mais de 30% as suas prestações com créditos. Nunca se esqueça que o não está sempre garantido. Se quiser faça a sua simulação.

26 – Reavalie o Seu Serviço de TVCabo

Quanto gasta com o serviço de TV? Utiliza realmente todas as potencialidades? Só subscreveu o serviço devido à Internet? Não será a internet isoladamente mais em conta? Pense um pouco sobre todos estes itens. Pois se conseguir passar sem este serviço ou optimiza-lo ao máximo permitirá poupar dinheiro.

27 – Pague Primeiro a Si!

É muito comum a generalidade das pessoas possuírem débitos directos na sua conta bancária, ou até mesmo cobranças de créditos. Por norma estes débitos e cobranças são os primeiros a usufruírem do seu rendimento mensal.

Está na hora de contrariar essa tendência e seja o primeiro a receber colocando na sua conta poupança uma parte do seu salário aquando da entrada em conta. Todos os bancos  permitem a automatização deste serviço.

28 – Proteja-se do Marketing Agressivo

Quantas vezes já teve este pensamento diante de uma promoção “Não preciso disto, mas é uma grande promoção”. Promoções não se acabam, todos os dias existem novas promoções, por isso cure-se deste síndroma e só compre se realmente necessitar. Se estiver em promoção melhor.

29 – Ande com Pouco Dinheiro

Nos nossos dias cada vez menos utilizamos dinheiro nos bolsos, mas acreditem que é a melhor forma de poupar. Sempre que pensarem em sair, levem pouco dinheiro no bolso e deixem os cartões em casa. Assim só gastaram o que possuem.

30 – Quem Não Tem Cão Caça Com Gato

Aqui não é preciso dizer mais nada. Pense bem, se não houver TV Cabo – também se vive, se não for jantar fora – também come, e assim sucessivamente.Está na hora de poupar dinheiro e mudar a nossa vida.

A Dica 31…

Marque a sua consulta de diagnóstico financeiro gratuito e pense em fazer um curso de finanças pessoais com os seus amigos. Poupar dinheiro está ao seu alcance e muitas vezes tem quem faça por si o trabalho!

Источник: https://reorganiza.pt/30-dicas-poupar-dinheiro-mudar-vida/

Embarazo y niños
Deja una respuesta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: