Beber água durante a gravidez: hidratação e outros benefícios!

Devemos mudar o hábito de beber água mineral na gestação? | Blog

Beber água durante a gravidez: hidratação e outros benefícios!

Quando uma mulher fica grávida, inúmeras dúvidas surgem em relação aos cuidados que ela deve ter com o seu corpo para que seu bebê venha saudável.

Um desses questionamentos diz respeito à ingestão adequada de água. Será que na gravidez precisamos tomar um cuidado maior com a hidratação do nosso corpo? A resposta é sim!

Ao nascermos, aproximadamente 80% da nossa composição corporal é feita por água. Quando nos tornamos adultos essa quantidade cai, não ficando menor que 60%. Com esses dados, podemos afirmar que a água é essencial para nosso organismo e seu nível deve ser mantido.

Além de nos trazer benefícios como melhora da circulação sanguínea, um aspecto mais saudável à nossa pele, um bom funcionamento dos rins e do nosso metabolismo, a água efetua um papel mais importante ainda no período da gestação.

Afinal, qual o impacto da boa hidratação na gravidez?

Devemos lembrar que, durante aproximadamente os nove meses da gestação, a vida do bebê depende exclusivamente da sua mãe. Dessa forma, a boa alimentação e ingestão adequada de água pela gestante se fazem importantes, pois a partir delas o bebê receberá os nutrientes necessários para seu desenvolvimento e demais necessidades.

A boa hidratação contribui para a melhora da circulação sanguínea, levando os nutrientes de forma mais eficiente para o feto. Além disso, beneficia na irrigação do útero e da placenta conferindo melhor oxigenação ao bebê.

Outra importante função da água durante a gravidez é ser o principal componente do líquido amniótico. Esse líquido está presente na bolsa amniótica, onde se encontra o feto.

O líquido amniótico confere proteção ao bebê contra choques mecânicos e térmicos, além de permitir seu desenvolvimento ósseo, motor e pulmonar.

À medida que as semanas passam, o volume do líquido amniótico aumenta podendo chegar a até 1000 ml na 34ª semana de gestação. A diminuição desse líquido, chamada de oligoâmnio, pode trazer sérias consequências ao bebê causando sofrimento fetal. Assim sendo, é imprescindível a boa hidratação da mãe.

Ademais, a ingestão consciente de água durante a gestação auxilia na estabilização da pressão arterial e na eliminação de toxinas, prevenindo as infecções urinárias – que podem ser extremamente prejudiciais ao bebê.

Qual a quantidade ideal de água que devemos beber durante a gestação?

Durante a gestação, o cuidado com a hidratação precisa ser redobrado! Como já conversamos, a água tem finalidade primordial nesse período.

É indicado que a gestante consuma de 2 a 2,5 litros de água diariamente. Após dar à luz e iniciar a amamentação, essa quantidade aumenta, podendo chegar a 4 litros de água por dia.

Para quem não tem o costume de beber água de forma constante diariamente, pode ser uma tarefa complicada. Porém, com determinação é possível alcançar esse objetivo! Sem contar que a ingestão de líquidos como chás, sucos naturais e leite podem contribuir no cumprimento dessa meta.

O consumo de bebidas alcoólicas deve ser suspenso, pois o álcool afeta o desenvolvimento da criança podendo causar sequelas graves, dentre elas as neurológicas. Já a ingestão de refrigerantes e bebidas gaseificadas deve ser evitada, uma vez que as bolhas formadas impedem a boa absorção nutricional.

Devemos destacar a preferência pelo maior consumo da água mineral que, quando é de boa qualidade e procedência, tem sua composição rica em sais minerais, cálcio, ferro e possui baixo teor de sódio. Características essenciais na promoção do desenvolvimento do feto.

Essa atenção cuidadosa com a água que escolhemos para beber não deve ser diferente para aquela utilizada na preparação de alimentos, pois eles também serão consumidos!

No verão, em épocas de calor e em locais mais quentes, devemos nos atentar à ingestão de água, pois a desidratação nessas situações é recorrente e pode trazer todos aqueles malefícios que foram citados.

Podemos perceber que a água é realmente importante para a manutenção da nossa saúde. Não há nenhuma fase da vida em que a boa hidratação seja dispensada! Da vida intrauterina até a velhice, a água desempenha papel crucial em nossas vidas. E é por isso que precisamos cultivar desde cedo o hábito de beber água!

Com disciplina e perseverança, à medida que o tempo passar, se tornará mais fácil manter o consumo adequado de água diário!

Gostou do conteúdo? Para receber mais textos como esse e ficar por dentro de assuntos relacionados à saúde, assine nossa newsletter!

Источник: https://aguamineraltrezetilias.com.br/vida-saudavel/devemos-mudar-o-habito-de-beber-agua-mineral-na-gestacao/

Água: por que você deve aumentar o consumo durante a gravidez

Beber água durante a gravidez: hidratação e outros benefícios!

Sim, você já sabe: água é fundamental para o bom funcionamento do organismo e até para sua beleza.

O que você talvez ainda não saiba é que, nos próximos nove meses, ela será importante também para melhorar a circulação sanguínea e a irrigação do útero e da placenta; manter o líquido amniótico em níveis adequados; estabilizar a pressão arterial; e eliminar toxinas que aumentam o risco das perigosas infecções urinárias.

Com tantos benefícios, a recomendação é beber de 1,5 a 2 litros de água por dia, à medida que sente sede. Se você já tem o hábito, vai ser fácil. Senão, precisará se disciplinar para cumprir essa meta.

É água demais? Diversifique! “Embora ela seja o líquido mais rapidamente absorvido, sucos, frutas e alimentos com alto teor hídrico também ajudam a manter uma hidratação adequada”, garante o nutrólogo Fernando de Assis Valle, de São Paulo.

Mantendo o nível

Boas opções para você se hidratar e ainda extrair benefícios adicionais para sua gravidez:

Sucos
Prefira os naturais, ricos em vitaminas, livres de corantes e de açúcar em excesso. O suco de limão, por seu sabor azedinho, ajuda a aliviar as náuseas dos primeiros meses.

A água de coco, rica em sais minerais e nutrientes, atenua o enjoo e a azia, além de atuar como um isotônico natural, regulando o equilíbrio dos líquidos no organismo.

E sucos de futas ricas em fibras, como laranja, ameixa e abacaxi, combatem o intestino preso, incômodo frequente a partir do segundo trimestre da gravidez.

Beba muito leite

Além de ser um alimento poderoso, ele concentra 90% de água. Sem falar nas proteínas e no cálcio – cuja demanda cresce bastante na gravidez. Prefira as versões desnatadas ou semidesnatadas, que contêm menos gordura. Para variar, aposte em vitaminas com leite e nos smoothies, que levam frutas batidas com iogurte.

Fila para o sopão
Caldos e sopas preparados com verduras, legumes e carne hidratam e ainda fornecem minerais e proteínas. Só maneire nos cremes à base de queijo e nas receitas com muita batata e macarrão, que tendem a ser calóricas demais.

Continua após a publicidade

Se beber, não faça!

1. Evite líquidos durante as refeições
O obstetra Marco Aurélio Galleta, do Hospital das Clínicas de São Paulo, ensina que você deve ingerir os líquidos nos intervalos, fracionadamente.

“Com o aumento do útero, o estômago da grávida é pressionado, ficando com uma capacidade menor e um funcionamento mais lento. Não cabe tudo o que ela consumia antes, principalmente no final da gravidez.

Por isso, a recomendação é comer e beber de pouquinho”, explica o médico.

2. Não caia na lenda dos inchaços
Na verdade, a água ajuda a combater a retenção de líquidos causada pelos hormônios da gestação. “Ficar muito tempo de pé ou exagerar no sal é que pode piorar o desconforto”, afirma Galleta. O obstetra lembra que o inchaço é um sintoma natural na gravidez.

Só é preciso ficar alerta se ele for excessivo, não diminuir após um período de descanso e atingir, além de pés e pernas, também mãos e rosto. Caso desconfie de algo anormal, comente com seu médico na próxima consulta do pré-natal, para que ele possa averiguar o risco de complicações como pré-eclâmpsia e trombose.

3. Previna-se contra apertos
Se sabe que vai enfrentar um congestionamento, que terá de encarar uma longa reunião de trabalho ou deseja garantir uma boa noite de descanso, suspenda o consumo de água cerca de uma hora antes.

Assim, não precisará sofrer com a urgência de buscar um banheiro para fazer xixi nem ficar com o sono entrecortado. “O útero aumentado pressiona a bexiga e faz a grávida ter muito mais vontade de urinar, especialmente nos últimos meses.

Como o corpo tem reservas, dá para ficar sem água por algumas horas”, diz a ginecologista Carolina Ambrogini, da Universidade Federal de São Paulo.

Campeões da hidratação

Enriqueça o cardápio com frutas e hortaliças que têm alta concentração de água:

  • Alface – 95%
  • Tomate – 94%
  • Melancia – 92%
  • Couve-flor – 92%
  • Melão – 90%
  • Abacaxi – 87%
  • Laranja – 87%
  • Goiaba – 86%
  • Maçã – 83%
  • Pera – 80%

Esses não!

Nem tudo o que você bebe vai beneficiar sua hidratação. Veja que vilões devem ficar de fora!

Suspenda o copo
Todas as bebidas alcoólicas prejudicam a gestação. “No máximo, o obstetra pode liberar uma taça de vinho em ocasiões especiais. Nada além disso”, diz Fernando Valle.

Alerta às bolhas
Refrigerantes e bebidas gaseificadas, inclusive água, agridem o esmalte dentário, aumentando o risco de cáries, e podem dificultar a absorção de nutrientes. Se faz questão de algo docinho e hidratante, prefira sorbets e picolés de frutas, preparados à base de água.

Controle chá e café
“A gravidez aumenta a sensibilidade à cafeína. Ingerir mais do que duas xícaras pequenas ao dia pode causar agitação e taquicardia na mãe e no feto”, alerta Marco Galleta.

E, segundo Carolina Ambrogini, os chás preto e verde devem ser cortados. O primeiro por concentrar muita cafeína, e o verde por inibir a ação do ácido fólico, essencial para a formação do sistema nervoso do bebê.

Continua após a publicidade

  • Água
  • Alimentação
  • Bebidas
  • Gravidez

Источник: https://bebe.abril.com.br/gravidez/agua-por-que-voce-deve-aumentar-o-consumo-durante-a-gravidez/

Conheça os benefícios da água na gravidez

Beber água durante a gravidez: hidratação e outros benefícios!

Beber água na gravidez é essencial. Embora, como todos já sabemos, estar bem hidratado nos garante uma infinidade de benefícios, no caso das gestantes, essa afirmação adquire ainda mais força.

Não se deve esquecer que dentro do corpo de uma mulher há um bebê que precisa ser nutrido, assim como sua mãe. As mulheres grávidas são mais propensas à desidratação, por isso, a água potável se torna essencial.

Um maior consumo de água é necessário para mulheres grávidas. Isso porque a hidratação ajuda no crescimento do feto, na formação do líquido amniótico e diversos outros fatores que melhoram a condição da mulher durante a gestação.

Sendo assim, você irá conferir mais abaixo alguns do principais benefícios da ingestão de água na gravidez. Vem com a gente!

Porque beber água na gravidez é tão importante? 

A ingestão de água na gravidez é classificada pelos especialistas e médicos como fator determinante. As mulheres grávidas e lactantes precisam de mais de 2 litros de água por dia. Essa necessidade de se manter hidratado é justificável.

A água durante a gravidez ajuda a aumentar o volume sanguíneo, ou seja, tomar bastante água aumenta o líquido amniótico e ajuda no crescimento do feto.

Outros desconfortos, como a acidez durante esse estágio, podem ser bastante minimizados com a ingestão de água com frequência. Isso graças ao efeito positivo que ele exerce sobre os sucos gástricos. Além disso, ao mesmo tempo, as sensações de tontura e náusea serão também muito menores. 

Com a ingestão adequada de água na gravidez, você também evitará a retenção de líquidos que causam aquela sensação de pernas cansadas e inchadas.

Benefícios do consumo de água 

Sabemos que nosso corpo é composto de 70% de água. Por isso, em condições normais, precisamos consumir cerca de 1,5 a 2 litros para nos manter saudáveis. Além de limpar o corpo e eliminar toxinas, é um veículo eficaz para transportar vitaminas e sais minerais essenciais para nutrir nossas células.

Mas o que acontece quando uma mulher começa sua jornada de gravidez? O volume sanguíneo aumenta em 45% (cerca de 1800 ml). Isso acontece porque o sangue é um mecanismo necessário para manter um fluxo adequado entre o útero e a placenta.

Assim, as necessidades de hidratação também aumentam (até 1 litro, dependendo do trimestre da gestação em que a grávida se encontra). De uma forma mais simples de se entender, a grávida precisa beber de 8 copos á 10 copos de água diariamente.

Não é necessário lembrar que a água não possui calorias, por isso não influencia o ganho de massa magra (não engorda), embora afete o peso total de uma grávida. Isso porque grande parte do aumento desse peso é devido a retenção de líquidos e por conta do aumento do volume de sangue mencionado acima. 

Pela mesma razão, esse excesso de peso desaparecerá após o parto e o puerpério. 

Benefícios da ingestão de água na gravidez

  • O consumo de água evita a retenção de líquidos e seus sintomas associados como sensação de pernas cansadas e inchadas.
  • Purifica o sangue de toxinas e aumenta a quantidade de urina, reduzindo a formação de pedras nos rins e o desenvolvimento de infecções na urina (doença comum em mulheres grávidas).
  • Protege a saúde do bebê, facilitando o fluxo de nutrientes maternos na corrente sanguínea fetal.
  • Melhora a aparência da sua pele ajudando a reparar tecidos, hidratando-os e aumentando sua elasticidade. Assim, você terá uma pele macia, suave, brilhante e fresca e redução de estrias.
  • Tende a aliviar o desconforto gástrico, como a temida náusea e azia causada por sucos gástricos, bem como a reposição de sal mineral em caso de vômito. 
  • Da mesma forma, ajuda a evitar problemas de constipação e melhora a digestão: a água aumenta a atividade metabólica (com a qual os alimentos são decompostos adequadamente) e hidrata as células no nível intestinal, mantendo assim as fezes em movimento.
  • Sintomas como dor de cabeça, náusea e até contrações uterinas podem se reduzidos com o consumo adequado de água.
  • Evita estrias: Você sabia que beber bastante água na gravidez evita estrias? Durante o aumento do feto na barriga, a elasticidade no local tende a formar estrias, e o consumo frequente de água, ajuda minimizar os impactos e melhorar o aspecto da pele na barriga. 

Conclusão

Como você viu, durante a gravidez, estar constantemente hidratada é fundamental para a mulher se sentir muito melhor. Além disso, seus efeitos também serão notados no desenvolvimento do bebê. 

Você como futura mamãe, deve estar atenta ao baixo consumo de água na gravidez, principalmente se você não tem o costume de se hidratar de forma adequada. Por isso, logo no início da gestação, desenvolver o hábito de beber água com mais frequência é muito importante para a sua saúde e consequentemente do seu bebê. 

Hoje em dia, existem até aplicativos de celular que são uma boa saída para te lembrar ao longo do seu dia os momentos ideias para beber água.

Por fim, se as dicas te ajudaram, não deixe de compartilhar em suas redes sociais para que mais mamães aprendam a importância do consumo de água na gestação. Também temos esse artigo (clique aqui) que fala da importância da hidratação para o corpo humano. 

A JG Bebedouros está pronta para atender você e sua empresa na busca pelo bebedouro perfeito! Clique aqui e conheça nossos principais modelos ou fale com um de nossos vendedores online. Também acesse nossas redes sociais e aproveite nosso conteúdo!

Um forte abraço e nos vemos em uma próxima oportunidade.

Источник: https://jgbebedouros.com.br/conheca-os-beneficios-da-agua-na-gravidez/

5 benefícios de uma boa hidratação durante a gravidez

Beber água durante a gravidez: hidratação e outros benefícios!

A correta hidratação durante a gravidez é básica, necessária, e obrigatória. Não se esqueça de que estamos entrando em um processo no qual ocorre uma série de alterações fisiológicas nas quais a água terá um papel vital, pois nossos requerimentos aumentam nesse sentido.

A ingestão diária de água por mulheres grávidas aumenta em pelo menos 300 mililitros. Desta forma, o nosso organismo dispõe da quantidade necessária para atender à formação do líquido amniótico na direção certa.

Além disso, a ingestão de água durante a gravidez em maior quantidade irá melhorar o crescimento normal e adequado do feto, e adicionará a energia que faz falta neste maravilhoso e complexo processo em que nos encontramos como mães.

Porque é necessária uma boa hidratação durante a gravidez

Durante a gravidez, nosso organismo estabelece mecanismos preventivos a fim de diminuir o limiar de sede, por isso quando nós sentimos que precisamos beber água, geralmente é porque o processo de desidratação começa a ocorrer.

Por isso é benéfico ingerir pelo menos 2,3 litros de água por dia. Para isso, devemos estabelecer períodos regulares de tempo que em nenhum caso irão exceder 5 horas.

Não devemos esquecer que a Agência Europeia de Segurança Alimentar, em conjunto com o Instituto de Pesquisa de Água e Saúde, recomenda que cada grávida aumente a ingestão hídrica em pelo menos 300 mililitros por dia, conforme comentamos no início deste artigo.

Por isso é muito importante tentar evitar sentir sede, pois assim não apenas iremos melhorar o estado de nosso próprio organismo, mas também a saúde do feto e futuro bebê, que irá ter o cuidado ideal com esta medida.

Benefícios de uma boa hidratação durante a gravidez

Além do que foi anteriormente exposto, uma boa hidratação durante a gravidez oferece outros muitos benefícios que irão melhorar o bem-estar tanto da mãe como do próprio bebê. Conheçamos os mais importantes:

  • A ingestão de dois litros de água por dia fornece os oligoelementos e os minerais essenciais que cada organismo precisa para satisfazer as necessidades e funções habituais. Como dissemos, em mães grávidas deve-se aumentar a ingestão tomando 2,3 litros ou mais.
  • Beber água mineral natural é uma vantagem sobre outros tipos de líquido pois está protegida contra a contaminação que pode ser encontrada em outras, mesmo que tenham sido filtradas. Desta forma podemos garantir que tomamos os minerais e oligoelementos em seu estado mais natural, puro e saudável.
  • A água não contém calorias, por isso é fantástica para continuar com hábitos de vida saudáveis ​​ao longo de toda a gravidez. Por isso devemos sempre priorizar a sua ingestão acima de qualquer outra bebida.
  • Além disso, a água permite ao nosso organismo o transporte de nutrientes, a eliminação de resíduos, uma correta digestão e um cuidado especial do peso, tão necessário neste processo de gravidez.
  • Por último, um quinto benefício que devemos destacar é que a água ajuda poderosamente para o trabalho dos rins, o que melhora o trânsito intestinal, ajudando regularizá-lo.

É evidente que uma correta hidratação durante a gravidez não só traz grandes benefícios, mas também é necessária para que a gestação do bebê seja adequada e nosso organismo supere o processo sem complicações.

Lembre-se, o seu bem-estar é muito importante, não só para a saúde do seu filho, mas também para o seu próprio desenvolvimento. Quanto melhor você estiver mais atenção e felicidade irá receber de seu filho, daí a importância da ingestão de água.

Outros benefícios da ingestão de água

Além disso, existem outros benefícios que valem a pena serem destacados. Por exemplo, um corpo bem hidratado está mais purificado, de modo que se reduz o risco de infecções do trato urinário.

Também ajuda a melhorar a redução de retenção de líquidos, a purificação de toxinas no sangue, hidratação do saco amniótico, a redução dos riscos de hipertensão, o estado da pele e inclusive problemas como prisão de ventre, hemorroidas ou as náuseas matinais.

Então, não hesite e mantenha a correta hidratação durante a gravidez de todo o seu corpo. Tanto o seu organismo quanto seu filho irão te agradecer.

Источник: https://soumamae.com.br/5-beneficios-boa-hidratacao-gravidez/

Embarazo y niños
Deja una respuesta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: