Calendário de ovulação e dias férteis para evitar a gravidez

Contents
  1. Tabelinha: período fértil – como calcular? » Dr João Dias
  2. O que é a tabelinha?
  3. Quais são as suas finalidades?
  4. Como calcular o período fértil?
  5. Exemplos de cálculos
  6. Ciclo de 25 dias
  7. Ciclo de 28 dias
  8. Ciclo de 30 dias
  9. Quais são os riscos de utilizar a tabelinha como método contraceptivo?
  10. Método da tabelinha: o que é, pós e contras
  11. O que é a tabelinha?
  12. Período fértil: como determinar?
  13. Prós e contras do uso do método da tabelinha
  14. Métodos contraceptivos
  15. Período Fértil
  16. Quantos dias dura o período fértil?
  17. Como saber se estou no período fértil?
  18. Método do calendário
  19. Sintomas no período fértil e alterações fisiológicas
  20. Teste de Ovulação (teste LH – fertilidade)
  21. Temperatura basal
  22. Calcular período fértil com ciclo irregular
  23. Quantos dias antes / depois da menstruação posso engravidar?
  24. Como otimizar a minha fertilidade?
  25. Como usar o Clue app para te ajudar a engravidar
  26. Regularidade e duração do ciclo
  27. O que é considerado um ciclo regular?
  28. Por que a regularidade do ciclo importa quando se está tentando engravidar?
  29. A importância da duração do ciclo quando você está tentando engravidar
  30. Onde eu posso ver minhas menstruações passadas e o histórico dos ciclos no Clue?
  31. O que é a janela de fertilidade?
  32. Como posso saber quando vou ovular?
  33. Eu não consigo ver meu dia estimado de ovulação no Clue. O que devo fazer?
  34. Por que eu devo monitorar minha temperatura corporal basal para engravidar?
  35. Por que eu devo monitorar o fluido cervical para engravidar?
  36. Testes de ovulação—para previsões de ovulação mais precisas
  37. Eu posso engravidar em qualquer período durante o meu ciclo menstrual?

Tabelinha: período fértil – como calcular? » Dr João Dias

Calendário de ovulação e dias férteis para evitar a gravidez

De modo geral e se não houver condições adversas, todo ciclo menstrual a mulher ovula, pois o corpo se prepara para uma possível gravidez. Nos dias próximos da ovulação, as chances de a mulher engravidar são maiores. Por isso, ele é chamado de período fértil.

O método da tabelinha tem o objetivo de calcular o dia provável da ovulação, podendo ser usado para engravidar ou evitar uma gravidez indesejada. Mas será que ele é um método contraceptivo seguro?

Leia o texto e saiba tudo sobre o cálculo do período fértil, conhecido como tabelinha. Acompanhe!

O que é a tabelinha?

A tabelinha é um método contraceptivo com o objetivo de calcular quais são os dias férteis do ciclo menstrual. O período fértil é o momento do mês em que a mulher tem mais chance de engravidar. Por isso, casais que desejam ter filhos devem ter relações sexuais nesse período. Caso contrário, o ideal é evitar ter relações sexuais sem proteção nesses dias.

Esse momento é definido pela ovulação. A cada ciclo menstrual, o corpo da mulher se prepara para uma nova gestação. Os ovários liberam um óvulo para ser fecundado, marcando o início da ovulação.

Porém, se a mulher usa algum método contraceptivo hormonal — os mais comuns são as pílulas e injeções anticoncepcionais, anel vaginal e DIU hormonal —, ela não precisa fazer a tabelinha. A ação dos hormônios impede a ovulação, logo, não há período fértil.

Quais são as suas finalidades?

As principais finalidades da tabelinha são conhecer melhor o próprio corpo e planejar a vida reprodutiva, buscando uma gravidez ou não.

A tabelinha está na lista dos métodos contraceptivos que não utilizam hormônios. Por isso, ela não provoca nenhum efeito colateral e permite que a mulher entenda melhor o seu corpo e o seu ciclo menstrual. Porém, para que ela seja eficaz, é preciso disciplina e atenção com as mudanças do organismo ao longo do ciclo.

Saber os dias com maior probabilidade de gravidez é positivo para os casais que estão tentando ter filhos. O contrário também é válido. A fim de evitar uma gravidez indesejada, a mulher pode verificar na tabelinha os dias em que ela deve ficar mais atenta. Assim, ela pode usar outro método contraceptivo, como o preservativo, e manter a sua vida sexual ativa.

Como calcular o período fértil?

O ciclo menstrual se inicia no primeiro dia da menstruação e termina um dia antes da próxima. Ele dura, em média, 28 dias, mas pode variar entre 21 a 35 dias entre os ciclos.

O cálculo do período fértil é simples. A mulher deve saber exatamente o número de dias do seu ciclo menstrual. Esse controle pode ser registrado em um caderno, um calendário ou por um aplicativo de celular.

A tabelinha é mais eficaz nos ciclos menstruais regulares, em que o intervalo entre um período e o outro é sempre o mesmo. Para os ciclos irregulares, o método pode ser feito, mas não será tão preciso. Nesses casos, a mulher deve considerar o primeiro dia da menstruação dos últimos 6 meses ou 1 ano para saber a média de dias do seu ciclo menstrual.

A ovulação ocorre 14 dias após o início da menstruação. Com a média de dias do ciclo menstrual, subtraia 14 para saber o dia provável da ovulação. As chances de engravidar também são altas nos três dias antes e depois dessa data, uma vez que os espermatozoides podem sobreviver por até três dias no organismo feminino.

Exemplos de cálculos

Considerando o dia 01 do mês como o primeiro dia da menstruação, vamos calcular o período fértil de alguns ciclos.

Ciclo de 25 dias

  • Dia provável da ovulação: dia 11 do ciclo menstrual (25 – 14 = 11);
  • Período fértil: entre os dias 08 a 14 do ciclo menstrual (11 + e – 3 dias).

Ciclo de 28 dias

  • Dia provável da ovulação: dia 14 do ciclo menstrual (28 – 14 = 11);
  • Período fértil: entre os dias 11 a 17 do ciclo menstrual (14 + e – 3 dias).

Ciclo de 30 dias

  • Dia provável da ovulação: dia 16 do ciclo menstrual (30 – 14 = 16);
  • Período fértil: entre os dias 13 a 19 do ciclo menstrual (16 + e – 3 dias).

Quais são os riscos de utilizar a tabelinha como método contraceptivo?

Os ginecologistas não consideram a tabelinha um método contraceptivo seguro, devido a sua alta margem de erro. Para que ela seja eficaz, o ciclo menstrual deve ser regular. Porém, estresse, ansiedade, uso de antibióticos e doenças como a endometriose e a SOP podem causar alterações no ciclo.

O mais indicado é usar a tabelinha com algum outro método contraceptivo não hormonal, como o preservativo e o DIU.

A camisinha feminina e masculina, além de evitar a gravidez, também protege contra infecções sexualmente transmissíveis (ISTs).

O DIU libera hormônios (DIU hormonal) ou íons de cobre (DIU de cobre – menos indicado) no útero a fim de criar um ambiente hostil para os espermatozoides.

O método da tabelinha calcula o período fértil da mulher, época do ciclo menstrual com a maior probabilidade de gravidez. Esse conhecimento é importante para os casais que desejam engravidar, como para aqueles que buscam evitar uma gravidez indesejada. Porém, ele não é recomendado como um método contraceptivo por ter uma alta margem de erro.

Agora que você conhece o método da tabelinha, que tal calcular o seu período fértil? Saiba mais neste artigo!

Compartilhar:

Источник: https://drjoaodias.com.br/tabelinha-periodo-fertil-como-calcular/

Método da tabelinha: o que é, pós e contras

Calendário de ovulação e dias férteis para evitar a gravidez

A tabelinha, também conhecida como tabela Ogino-Knaus, método do calendário ou método rítmico,é um método muito usado por mulheres que querem prevenir uma gravidez e também por aquelas que pretendem engravidar.

Esse método pode ser utilizado para as duas finalidades, pois baseia-se no conhecimento dos dias férteis da mulher.

A seguir entenderemos melhor o que é o método da tabelinha, conhecendo seus prós e contras e como essa técnica deve ser realizada.

Veja também: Como funciona o teste de gravidez de farmácia?

O que é a tabelinha?

A tabelinha é um método que consiste no cálculo do período fértil (próximo à ovulação) da mulher com base na análise do padrão dos ciclos menstruais.

Conhecendo seu período fértil, a mulher pode evitar relações sexuais nesses dias e, desse modo, prevenir a gravidez.

Como nesse momento a chance de gravidez é maior, a mulher que deseja ter filhos pode ter relações para aumentar as chances de uma gestação.

Quando comparado a outros métodos contraceptivos, a tabelinha apresenta-se menos eficaz. De acordo com o manual Planejamento familiar: um manual global para profissionais e serviços de saúde,as taxas de gravidez, com uso correto e consistente e abstinência nos dias férteis, são de nove gravidezes para 100 mulheres no primeiro ano.

Para realizar o método da tabelinha, a mulher deve ter um conhecimento sobre os padrões de seu ciclo menstrual.

Para realizar esse método, é necessário que a mulher anote o dia de início de cada ciclo menstrual por, pelo menos, seis meses. Sem essa prévia analise, torna-se impossível determinar os dias férteis. De posse de suas anotações, a mulherdeverá fazer uma análise desse padrão.

O primeiro passo para saber se o método pode ser adotado é determinar a diferença entre o ciclo mais longo e o ciclo mais curto. A duração do ciclo é determinada contando-se desde o primeiro dia da menstruação até o dia que antecede a seguinte — a menstruação marca o início do ciclo.

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade ;)

A diferença entre o ciclo maior e o menor deve ser menor que 10. Se a diferença entre os ciclos for de 10 dias ou mais, o método não deve ser realizado, pois sua eficiência será reduzida.

Exemplo: Imagine que uma mulher teve seu ciclo mais longo de 32 dias e seu ciclo mais curto de 24. Subtraindo 32 de 24, temos 8, logo, essa mulher pode usar o método da tabelinha, pois a diferença foi menor que 10.

Acesse também: Aborto – o que é, fatores de risco e tipos legalizados

Período fértil: como determinar?

Para determinar o período fértil, a mulher deverá fazer o seguinte cálculo: subtrair 18 do ciclo mais curto e 11 do ciclo mais longo. Na primeira subtração, a mulher obterá o dia do início do seu período fértil, e, na segunda, ela chegará ao dia do fim de seu período fértil.

Exemplo: Como dito, para determinar o período fértil, a mulher deverá:• Subtrair 18 do ciclo mais curto;• Subtrair 11 do ciclo mais longo.Usando o exemplo anterior, em que o ciclo mais curto foi de 24 dias e o ciclo mais longo de 32, temos:Ciclo mais curto: 24 – 18 = 6Ciclo mais longo: 32 – 11 = 21Sendo assim, do 6º ao 21º dia dos ciclos menstruais, a mulher estará em seu período fértil.

Imagine que a mulher do exemplo anterior ficou menstruada no dia 1º. Ela estará no seu período fértil do 6º ao 21º dia (indicados por um X).

Após determinar o período fértil, o casal que não quer ter filhos deve evitar sexo sem uso de preservativos.

É importante destacar que cada mulher apresenta um padrão no ciclo menstrual, portanto, a tabela de uma mulher não serve para outra.

Outro ponto que merece destaque é a necessidade de refazer os cálculos a cada seis meses, levando em contra sempre os ciclos dos últimos seis meses a um ano.

Acesse também: Dispositivo Intrauterino (DIU) – vantagens e desvantagens

Prós e contras do uso do método da tabelinha

Assim como todos os métodos contraceptivos, o método da tabelinha também apresenta seus prós e contras. Veja a tabela:

Prós e contras do método da tabelinha
PrósContras
  • Método natural que não possui efeitos colaterais.
  • Não gera custos ao casal que adota a técnica.
  • Permite que a mulher conheça melhor o funcionamento do seu corpo.
  • Não afeta a fertilidade feminina.
  • Método permitido por várias religiões.
  • Também pode ser usado por mulheres que desejam engravidar, uma vez que se baseia na detecção do dia fértil.
  • Possui uma eficácia reduzida quando comparado a outros métodos.
  • Não protege contra doenças sexualmente transmissíveis.
  • Mulheres com ciclos muito irregulares não podem fazer uso da técnica.

Saiba mais: Riscos dos contraceptivos orais – eventos tromboembólicos e hipertensão

Métodos contraceptivos

Visam prevenir contra uma gravidez indesejada. Existe, atualmente, uma grande variedade de métodos, que vão desde intervenções cirúrgicas até abstinência sexual em alguns períodos do ciclo.

Os métodos contraceptivos são divididos em métodos contraceptivos de barreira (formam uma barreira que impedem o encontro do espermatozoide com o ovócito), dispositivo intrauterino (dispositivo em forma de “T” colocado no interior do útero da mulher), métodos contraceptivos hormonais (baseados no uso de hormônios sintéticos), métodos cirúrgicos (que envolvem procedimentos cirúrgicos) e métodos naturais (baseiam-se, principalmente, em evitar a relação sexual no período fértil), sendo este último o grupo no qual se enquadra a tabelinha. Caso tenha maior interesse nesse assunto, leia nosso texto: Métodos contraceptivos.

Baseiam-se, principalmente, em evitar a relação sexual desprotegida nos períodos em que a mulher está em seu período fértil. Para adotar esses métodos, a mulher deve ter pleno conhecimento do seu ciclo menstrual e também das alterações que ocorrem em seu corpo nesse período.

São métodos considerados naturais: a tabelinha, o método da temperatura basal e o método de Billings. O coito interrompido é também classificado como método natural, e esse se caracteriza pela retirada do pênis da vagina antes da ejaculação no momento da relação sexual.

Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos

Источник: https://mundoeducacao.uol.com.br/biologia/metodo-tabelinha.htm

Período Fértil

Calendário de ovulação e dias férteis para evitar a gravidez

O período fértil inicia 5 dias antes do dia da ovulação. Este “período” de ovulação calcula-se num ciclo regular como um número de dias após a menstruação. Este dia fértil e os 5 dias prévios (anteriores) são a melhor altura para engravidar.

A maior probabilidade de engravidar atinge-se com relações sexuais imediatamente antes da ovulação, ou seja, um a dois dias antes de ovular.

Isto porque os espermatozoides conseguem sobreviver até vários dias no sistema reprodutivo feminino sem fecundação. O ovócito, por outro lado, tem uma janela de possível fecundação de pouco mais de 12 horas.

Isto significa que, após a ovulação, existem cerca de 12 horas para um espermatozoide fecundar o ovócito.

O período fértil não é a única altura em que pode engravidar, é antes a que proporciona maior probabilidade de uma gestação acontecer.

Ao analisar pelo menos os 3 últimos ciclos (3 últimas menstruações) poderá saber se o seu ciclo menstrual é regular e, com isso, calcular os seus dias férteis depois da menstruação e controlar a eficácia de vários métodos que a ajudam neste cálculo.

Quantos dias dura o período fértil?

O período fértil tem uma duração de 6 dias. O dia da ovulação e os 5 dias anteriores constituem a altura de maior probabilidade de gravidez, o que constitui quase uma semana fértil em cada ciclo menstrual.

É possível, no entanto, engravidar fora deste período, mesmo que a data da ovulação não se altere muito.

Como saber se estou no período fértil?

Existem algumas formas de identificar o período fértil. Cada método funciona de maneira ligeiramente diferente e estes podem ser complementados para se saber os dias mais férteis do ciclo menstrual. Estes métodos, e sobretudo a sua conjugação permitem avaliar os dias onde existe uma maior probabilidade para a mulher engravidar.

Note que a maior parte dos métodos são aproximações, sendo muitas vezes difícil identificar precisamente a ovulação, que pode variar de mês para mês.

Método do calendário

O método do calendário permite-nos construir uma tabela de fertilidade feminina individualizada, que funciona do seguinte modo: conhecendo as datas das últimas menstruações (por ex. 3 últimos meses, idealmente mais), podemos prever a data esperada para a próxima menstruação (quando irá ter o próximo cataménio ou período).

Calcular o período fértil com base nesta data num ciclo regular (cujo número médio de dias não varie muito) torna-se fácil. Este método pode ajudar muito na identificação da fase mais fértil da mulher.

Tendo as últimas menstruações podemos calcular a duração de cada um desses ciclos, contando quantos dias passaram desde uma menstruação até à seguinte – Por exemplo: 28;30;29;29;31;40;28 dias. Se tirarmos o número 40, que, claramente, foi um ciclo fora do habitual, a média dá muito próxima de 29 dias.

Assim, se esta mulher menstruar no dia 1 de janeiro, irá menstruar novamente a 30 ou muito perto desse dia. A ovulação ocorrerá cerca de duas semanas antes da menstruação seguinte. Como já vimos, a fase lútea, ou segunda fase, é a mais regular entre mulheres.

Assim, num ciclo de 32 dias, ou seja, a ovulação dar-se-á por volta do dia 18 do ciclo (cerca de 18 dias desde o início da menstruação anterior). 

No nosso exemplo, com uma média de 29 dias, a ovulação dar-se-á por volta do dia 15 do ciclo. Isto significa que, sendo o dia 1 do ciclo o dia em que veio a menstruação, os dias 10 a 15 corresponderão ao período fértil.

Veja outro exemplo: Menstruei dia 24, qual o meu período fértil?

Usando os cálculos acima descritos, se a menstruação for regular, com 32 dias em média por ciclo menstrual e o mês atual tiver 30 dias, será previsível que ovule por volta do dia 11 do próximo mês.

Por outro lado, se a menstruação for regular, mas com 28 dias esta data será mais próxima do 7 do próximo mês, mantendo as restantes premissas.

Saiba, aqui, o que é ciclo menstrual.

Sintomas no período fértil e alterações fisiológicas

Quando a mulher está no período fértil pode notar diferenças, como as alterações do corrimento vaginal, mais fino, transparente, tipo clara de ovo, escorregadio e filoso (estica) perto da altura da ovulação (Spinnbarkeit). Pelo seu conteúdo em açucares, este corrimento, mais parecido com muco, cristaliza facilmente ao secar, formando um aspeto microscópico de folhas de fetos. O seu aparecimento indica uma ovulação em breve.

Por vezes, é possível inclusive sentir a ovulação (Mittelschmerz), como uma dor regular em determinada altura do ciclo.

Conheça, aqui, as fases do ciclo menstrual.

Teste de Ovulação (teste LH – fertilidade)

A hormona que despoleta a ovulação (ver fases do ciclo menstrual) pode ser detetada na urina antes da ovulação ocorrer, o que indica com elevada fiabilidade o período fértil. Esta hormona aparece na urina cerca de 24 horas antes da ovulação, o que torna o teste bastante útil para determinar o período de maior probabilidade de gravidez.

Existem vários kits disponíveis no mercado. O teste deve ser executado consoante as instruções, que podem variar entre kits, sempre à mesma hora, começando uns dias antes da ovulação prevista pelo método do calendário.

Isto permite que se tenha maior certeza que houve um pico hormonal quando o teste é positivo.

O dia do teste positivo e o seguinte são os dias com maior probabilidade de gravidez nesse ciclo.

Por vezes, o teste não identifica corretamente o pico de LH (nunca é positivo ou é positivo muitas vezes) o que pode requerer sensibilidades diagnósticas diferentes das tiras e interpretação no contexto clínico da mulher.

Temperatura basal

A temperatura basal da mulher sobe após a ovulação, cerca de 0,5º, o que é identificável. No entanto, este método só será útil para demonstrar que terá existido ovulação e, eventualmente, melhorar o método do calendário.

Depois da ovulação ocorre um aumento da progesterona e consequente subida de temperatura, a probabilidade de fecundação já diminuiu drasticamente para novas relações sexuais. (ver Otimizar a Fertilidade).

Calcular período fértil com ciclo irregular

Para saber os dias de maior probabilidade de engravidar, com um período irregular, poderá usar também um dos métodos que descrevemos acima. 

As alterações ao longo do ciclo poderão ser observadas em ciclos ovulatórios (normais) e os testes de ovulação (LH) funcionarão de igual forma. Note que pode engravidar de forma fácil mantendo relações sexuais regulares 2 a 3 vezes por semana a iniciar pouco após a cessação da menstruação. Se tudo o resto estiver bem (se ovular, nomeadamente), será igualmente rápido.

Note que um ciclo menstrual muito irregular pode estar relacionado com patologia (doença) pelo que deve ser avaliado pelo seu médico (ver ciclo menstrual).

Veja mais informações em cálculo de período fértil.

Quantos dias antes / depois da menstruação posso engravidar?

Já vimos que alguns dias após a menstruação inicia o período fértil (dias em que ocorrem as alterações que precedem a ovulação). Este período não é igual em todas as mulheres.

Isto significa que existe uma probabilidade acrescida de gravidez nesse conjunto de dias, não invalidando, no entanto, que a gravidez possa ocorrer noutros períodos.

Ou seja, as relações sexuais fora do período fértil podem igualmente originar gravidez, ainda que com menor probabilidade. A probabilidade de engravidar fora do período fértil diminui à medida que nos afastamos do período calculado, em qualquer direção (antes e depois), mas tal não significa que uma gravidez não possa ocorrer.

Após a menstruação é sempre “possível” engravidar com relações desprotegidas e, em algumas situações mais raras, é possível engravidar nos últimos dias da menstruação.

Isto quer dizer que uma relação sexual desprotegida nestas alturas pode levar a que um espermatozoide se mantenha viável o tempo suficiente para algumas mulheres, com ciclos curtos e que ovulem cedo, engravidarem.

São, no entanto, situações de muito menor risco de gravidez, que estão na origem do método do calendário como método de contracepção.

Seja 1 dia depois da menstruação ou mais, a probabilidade de gravidez já tem a ver com o período fértil esperado para determinada mulher. 3 dias depois da menstruação algumas mulheres já poderão estar dentro do seu período fértil. Nomeadamente mulheres com ciclos menstruais de 25 dias ovularão por volta do 11º dia de cada ciclo, pelo que no 6º dia poderão estar a entrar no período fértil.

Dias inférteis são dias em que a probabilidade é muito menor de gravidez. Estes serão mais facilmente determinados se, com certeza, foi identificada a ovulação.

Mais de dois dias após a ovulação ocorrer, a probabilidade de gravidez decresce muito (sendo muito menor do que em qualquer altura antes daquela ocorrer) até aos primeiros dias da menstruação, depois da progesterona descer

Os métodos baseados no calendário falham muito, pelo que as mulheres que não desejam aumentar ou constituir família devem usar contraceção eficaz em todas as relações sexuais. Se possível um método de barreira (ou também), como o preservativo masculino, que previne ainda doenças sexualmente transmissíveis.

Como otimizar a minha fertilidade?

Se pretende engravidar não se deve preocupar demasiado. A ansiedade não ajuda. Se tudo estiver bem com o casal, a gravidez ocorrerá de forma natural em alguns meses, e não deve ser motivo de preocupação se tal não acontecer nos primeiros tempos.

A programação de relações sexuais causa desconforto no casal e raras vezes ajuda. Ausência de gravidez após 1 ano antes dos 35 anos da mulher, ou 6 meses se mais de 35 anos, merece investigação por um médico ligado à fertilidade.

Para saber mais sobre fertilidade feminina e como a optimizar, siga este link

Источник: https://www.saudebemestar.pt/pt/clinica/ginecologia/periodo-fertil/

Como usar o Clue app para te ajudar a engravidar

Calendário de ovulação e dias férteis para evitar a gravidez

Este artigo está disponível também em: English, español

*Tradução: Juliana Secchi

Se você está tentando engravidar, saber mais sobre seu ciclo menstrual e indicadores de fertilidade podem ajudar a acelerar o processo, já que isso te ajudará a programar a atividade sexual. Se você está tendo dificuldade para engravidar, monitorar esses aspectos pode ser útil para descobrir o que pode estar acontecendo.

É aí que o Clue app entra. Você pode usar o Clue para monitorar a regularidade do seu ciclo, a duração, a temperatura corporal basal (TCB), o muco cervical e os resultados dos testes de ovulação. O Clue usa a informação que você insere nessas categorias para calcular uma estimativa do dia da sua ovulação.

Regularidade e duração do ciclo

Se você vem usando o Clue e esteve monitorando pelo menos três ciclos, você já pode ter uma base quanto a regularidade da sua menstruação e a duração do seu ciclo.

O que é considerado um ciclo regular?

Enquanto a maioria das pessoas não tem ciclos perfeitamente regulares, a duração «normal» de um ciclo varia entre 0-7 dias para pessoas com idade entre 26 e 41 anos, e de 0-9 dias para pessoas com idade entre 18-25 anos ou entre 42-45 anos (1). Uma vez descobrindo se você tem ciclos «regulares», é possível então observar a janela de fertilidade e o dia previsto para a ovulação.

Por que a regularidade do ciclo importa quando se está tentando engravidar?

A regularidade do ciclo está associada à regularidade da ovulação. Se você tem ciclos regulares, é bastante provável que você esteja ovulando por volta do mesmo período em cada ciclo.

Por outro lado, irregularidade pode ser sinal de alguma complicação que pode dificultar a fertilização, como a síndrome dos ovários policísticos (SOP), ou simplesmente tornar mais difícil de prever quando você está ovulando (2).

Monitore seu muco cervical regularmente no Clue app

4.8

mais de 2M+ avaliações

A importância da duração do ciclo quando você está tentando engravidar

Durações de ciclos entre 24-38 dias são geralmente consideradas normais (3).

Ciclos muito longos ou muito curtos podem ser sinal de que a ovulação está ocorrendo sem regularidade ou mesmo que não esteja ocorrendo ovulação.

A gravidez pode ser mais difícil de alcançar naturalmente para pessoas com essas durações de ciclo (4). Saber se o seu ciclo se enquadra na média pode ser uma informação útil quando se está planejando uma gravidez.

Onde eu posso ver minhas menstruações passadas e o histórico dos ciclos no Clue?

Para ter uma visão geral dos registros de suas menstruações e ciclos passados no Clue, clique na aba «Análise» (parece um pequeno gráfico à direita do botão «+») que vai te levar a uma tela assim:

Se você está usando o Clue Plus, você poderá ver uma versão ainda mais completa da tela de análise.

Essa seção te dirá a sua duração típica do ciclo (o número de dias entre o primeiro dia da menstruação e o dia antes da sua próxima menstruação começar), a duração típica da sua menstruação (o número de dias de sangramento em cada ciclo), e a variação na duração típica do ciclo (uma medida das mudanças no seu ciclo de um ciclo para o próximo).

O que é a janela de fertilidade?

Sua janela de fertilidade biológica é compreendida pelos dias que antecedem a ovulação, o dia da ovulação e também os que vêm logo depois. Para engravidar, você precisa ter relação sexual sem proteção durante os dias que você assuma estar fértil. Sexo muito cedo ou muito tarde no ciclo não levarão à gravidez pois não haverá um óvulo para fecundar. (5,6).

Como posso saber quando vou ovular?

A ovulação ocorre quando um dos seus ovários libera um óvulo. O óvulo pode ser fecundado por até 24 horas enquanto passa pelas trompas de falópio em direção ao útero. O esperma pode permanecer vivo dentro do corpo por até cinco dias após a ovulação, dependendo da saúde do esperma e da qualidade do fluido cervical.

Isso significa que se você tiver relações sexuais desprotegidas ou usar alguma outra forma de inseminação até cinco dias antes da ovulação, o esperma pode sobreviver o tempo suficiente para potencialmente fecundar o óvulo, levando à gravidez. Se o óvulo não for fecundado neste período, sai do útero com sua menstruação. O seu dia previsto para ovulação vai se parecer com isso no Clue:

Embora o Clue não seja uma ferramenta para diagnósticos, prestar atenção à regularidade do seu ciclo menstrual, à sua janela de fertilidade e ao seu dia previsto de ovulação pode te ajudar a conhecer melhor o seu corpo. Isso pode ser útil se o seu objetivo é engravidar.

Eu não consigo ver meu dia estimado de ovulação no Clue. O que devo fazer?

Para exibir o dia estimado de ovulação no Clue, vá em Menu. Toque no ícone, então em Configurações, e ali clique em Ovulação. Nessa seção, mova o botão para a direita para «Mostrar dia potencial de ovulação». A tela ficará assim:

Por que eu devo monitorar minha temperatura corporal basal para engravidar?

Sua temperatura corporal basal é a temperatura do seu corpo quando você está em descanso. Seus hormônios reprodutivos tem um impacto que pode ser medido em sua temperatura, portanto monitorar a temperatura pode ajudar a determinar quando ocorre a sua janela de fertilidade.

Quando você monitora sua TCB no Clue, o aplicativo é capaz de confirmar quando a ovulação aconteceu (depois do ocorrido). Sua TCB é ligeiramente mais baixa antes da ovulação e ligeiramente mais alta após a ovulação (6,7). Após a ovulação ocorre um aumento do hormônio progesterona, e esse aumento causa um leve aumento na temperatura corporal (7).

Para obter previsões mais precisas quanto ao dia de sua ovulação, você deve medir sua temperatura todos os dias na mesma hora do dia. Recomenda-se medir sua TCB imediatamente após acordar, enquanto ainda está na cama e antes de se sentar na vertical (6).

Por que eu devo monitorar o fluido cervical para engravidar?

Enquanto monitorar diferentes sintomas ao longo do seu ciclo é importante para sua saúde de uma forma geral, monitorar o fluido cervical é especialmente útil se você está tentando engravidar.

O muco (ou fluido) cervical é uma mistura de substâncias produzidas pelas glândulas no colo do útero, que atuam como uma barreira protetora do útero. O muco cervical afeta a habilidade do esperma de viajar através do trato reprodutor e também por quanto tempo o esperma pode sobreviver ali (8). A qualidade do seu muco cervical afeta a duração dos dias de sua janela de fertilidade.

A qualidade e quantidade do seu muco cervical muda ao longo do seu ciclo, respondendo a flutuações hormonais (8).

Com a proximidade da ovulação, mais muco cervical é produzido e o muco se torna mais elástico, mais claro e mais aquoso e escorregadio —como a clara de ovo crua (9).

(Algumas pessoas podem procurar online por informação sobre esse muco usando o termo «descarga de ovulação»). Monitorar as mudanças no seu muco cervical pode ser útil para determinar se a ovulação está próxima ou se já ocorreu.

Aprender a identificar a consistência, sensação, quantidade e cor do seu muco cervical pode ajudar a prever o dia da sua ovulação. No entanto, a presença de fluido cervical de tipo fértil por si só não pode confirmar a ovulação.

Monitorar e observar o muco cervical pode aumentar suas chances de engravidar—no que auxilia a melhor determinar o período e duração de sua janela de fertilidade.

Nota: o Clue permite incluir informações sobre o seu muco cervical, mas o algoritmo do Clue ainda não usa esses dados para estimar o período ou duração da janela de fertilidade.

Oi, eu sou a Steph! Enviaremos histórias educativas e curiosas sobre saúde feminina, além de compartilhar dicas e truques para você aproveitar o Clue app ao máximo!

Testes de ovulação—para previsões de ovulação mais precisas

No Clue você pode monitorar quando você usa testes de ovulação caseiros. Existem dois tipos de testes de ovulação/kits (OPKs) que você compra em farmácia e pode fazer em casa. OPKs identificam o hormônio luteinizante ou o metabólito de estrogênio estrona-3-glicuronídeo (E3G) (10).

Um teste de ovulação positivo prevalece sobre a previsão do Clue para o seu dia de ovulação. Após inserir um teste de ovulação positivo, sua janela de fertilidade irá ajustar de acordo com seu calendário e exibição do ciclo.

Os dados também serão usados para determinar a duração da sua fase lútea (tempo da ovulação até o dia anterior ao primeiro dia da próxima menstruação).

Quando você monitora testes de ovulação isso fará com que as previsões para o período de menstruação e para a janela de fertilidade sejam mais precisas no Clue.

Eu posso engravidar em qualquer período durante o meu ciclo menstrual?

Dois equívocos comuns são que você só pode engravidar no dia da ovulação ou que você pode engravidar em qualquer momento. Não são verdade—você só pode engravidar quando tiver relação sexual desprotegida durante a janela de fertilidade.

Se você estiver tentando engravidar, use o dia potencia de ovulação estimado pelo Clue, acompanhe sua temperatura corporal basal e monitore seu corrimento (o muco ou fluido cervical) para ter uma melhor compreensão da sua janela de fertilidade—os dias em que você tem uma chance maior de fecundação.

Se você está tentando evitar uma gravidez, você não deve usar a estimativa de dias férteis do Clue como forma de método anticoncepcional.

O uso de indicadores de fertilidade para evitar a gravidez exige mais regras e diligência, em comparação com usá-los para engravidar.

Se você não está pretendendo engravidar, então você deve seguir um método formal de contracepção natural e/ou usar outra forma de contraceptivo, como preservativos, para evitar a gravidez.

Engravidar é uma ciência, e mesmo quando você fica mais em sintonia com seus ciclos, temperatura e muco cervical, a qualidade do esperma também é um fator. Quanto mais você monitora no Clue, mais controle e consciência você tem sobre suas próprias funções corporais.

Atenção: o Clue monitora seu ciclo usando as pesquisas mais recentes de nossos colaboradores acadêmicos e clínicos, e nossas diretrizes não substituem o conselho de profissionais de saúde.

Источник: https://helloclue.com/pt/artigos/sobre-clue/como-usar-o-clue-app-para-te-ajudar-a-engravidar

Embarazo y niños
Deja una respuesta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: