Diretrizes para tirar as fraldas

Seu plano de exercícios pós-parto

Diretrizes para tirar as fraldas
Por: Funcionários do Women's Care Florida

Quando você tem seu bebê recém-nascido cochilando adoravelmente em seus braços, a última coisa que você quer pensar é em exercícios.

Como uma nova mãe, as mamadas tarde da noite, dezenas de trocas de fraldas e oscilações hormonais podem tirar sua energia e tempo, tornando difícil pensar sobre boa forma.

Embora os exercícios pós-parto sejam difíceis, incentivamos nossas pacientes a encontrar tempo para se tornarem ativas para que possam ter uma saúde melhor como mães pela primeira vez.

Benefícios de se exercitar após a gravidez

Depois da gravidez, os exercícios podem ajudar você e seu corpo a se ajustarem à maternidade de maneira saudável. Mesmo atividades leves, como uma caminhada de 15 minutos por dia, podem oferecer benefícios para as mães, como melhor qualidade de sono, menor estresse e um nível mais alto de energia.

Os exercícios após a gravidez também podem ajudá-lo a perder o peso extra do bebê, especialmente quando combinados com uma dieta saudável. Pode melhorar a saúde do seu coração, ajudá-lo a construir músculos e começar a tonificar o abdômen após o parto.

Iniciar um programa regular de exercícios quando seu filho for um bebê permite que você comece a mostrar a ele um exemplo de estilo de vida ativo e saudável. À medida que seu filho crescer, ele compreenderá a importância dos exercícios e desenvolverá hábitos saudáveis ​​observando você.

Faça um plano de exercícios pós-parto

Antes de iniciar qualquer plano de exercícios, você deve conversar com seu médico sobre o que é certo para seu corpo e saúde. Cada mulher terá uma experiência pós-parto diferente, portanto, você precisará criar um plano de exercícios pós-parto para suas necessidades.

Se você teve um parto vaginal normal, provavelmente poderá começar a se exercitar alguns dias após o parto. Converse com seu OB / GYN sobre as limitações. Não force; comece a se mover apenas quando sentir que seu corpo está pronto.

Se você fez uma cesariana, pode precisar de mais tempo para cicatrizar, cerca de seis semanas ou mais. Pergunte ao seu médico sobre exercícios durante as consultas de cuidados pós-parto.

Exercícios pós-parto

Quando você estiver pronta para fazer exercícios após a gravidez, tentar fazer 150 minutos de exercícios de intensidade moderada a cada semana. Incorpore esses exercícios em sua rotina semanal ou diária para atingir seus objetivos de exercícios:

  • Caminhar é um exercício pós-parto seguro que você pode fazer com seu recém-nascido. Dirija-se ao seu parque favorito ou pista de corrida com o seu bebê seguramente protegido em um carrinho de bebê ou carrinho. Se você corria antes da gravidez, precisará voltar à sua rotina normal.
  • Exercícios pélvicos e kegel. Você pode realizar esses exercícios em casa para reconstruir os músculos do assoalho pélvico, reduzindo o risco de incontinência ou outras complicações pós-parto.
  • Aulas de ginástica pós-parto. Algumas academias, estúdios de ioga e até hospitais oferecem aulas destinadas a novas mamães, como Baby Boot Camp ou Strollercize. Essas aulas facilitam o seu corpo enquanto enfatizam a reconstrução da força em seu abdômen e músculos pélvicos.
  • Natação. A natação é um exercício de corpo inteiro bom para as articulações. Nade no seu próprio ritmo e lentamente acrescente tempo ou distância ao seu treino.
  • Aulas Aqua. Assim como a natação, as aulas de aqua permitem que você se mova ao mesmo tempo em que coloca menos estresse nas articulações e nos músculos. Experimente aqua yoga, Zumba ou aeróbica para encontrar um exercício que funcione para o seu corpo.

Se o exercício pós-parto causar sangramento, dor ou desconforto, pare de se exercitar e dê mais tempo ao corpo para se recuperar. Forçar a si mesmo muito cedo pode prejudicar sua recuperação.

Dicas para exercícios pós-parto

Para encontrar tempo e energia para os exercícios pós-parto, você precisará contar com sua equipe de apoio. Você deve:

  • Reserve um tempo para que seu parceiro cuide do bebê enquanto você faz exercícios.
  • Encontre amigos que também precisem se exercitar e ir às aulas ou passear juntos.
  • Incorpore seu bebê aos exercícios freqüentando as aulas de Baby & Me.
  • Lembre-se de que apenas 10 minutos de exercício podem fazer a diferença. Tente fazer exercícios quando e onde puder.

Se você está preocupada em se exercitar após a gravidez, sempre fale com seu obstetra / ginecologista de confiança para obter mais dicas e conselhos.

Para suporte adicional para perder peso, você pode contar com Programas de perda de peso e  Aconselhamento nutricional do Women's Care Florida. Nossos especialistas em compreensão podem ajudá-lo a desenvolver um plano personalizado para exercício pós-parto e dieta.

Источник: https://womenscarefl.com/pt/health-library-item/your-postpartum-exercise-plan/

Como desfraldar o bebê em 3 dias – Passo-a-passo completo

Diretrizes para tirar as fraldas

Um boa forma de desfraldar o bebê consiste em usar a técnica «3 Day Potty Training», que foi criada por Lora Jensen e que promete ajudar os pais a tirar a fralda do bebê em apenas 3 dias.

Trata-se de uma estratégia com regras firmes e objetivas que devem ser seguidas por três dias para que a criança consiga aprender a fazer xixi e cocô no banheiro sem traumas, facilitando a retirada da fralda.

Para tirar a fralda do bebê em 3 dias, o bebê tem que ter mais de 22 meses, não mamar durante a noite, andar bem sozinho e saber comunicar de forma a que a mãe possa perceber que ele precisa ir no banheiro.

Regras para tirar a fralda em 3 dias

Além de serem necessários alguns requisitos em relação às capacidades do bebê para garantir o sucesso desta técnica, é ainda importante seguir algumas regras essenciais, que incluem:

  • Apenas 1 pessoa, de preferência a mãe ou o pai, deve aplicar a técnica e ficar responsável pelo bebê durante os 3 dias seguidos;
  • Nesses dias é recomendado que a mãe ou o pai fique sempre em casa com o bebê, evitando sair e deixando as refeições já prontas para ter o mínimo de tarefas possíveis. Fazer isso utilizando o fim de semana pode ser uma boa solução;
  • Caso já se tenha tentado outra técnica para desfraldar o bebê, deve-se esperar, no mínimo, 1 mês para fazer esta nova técnica, para que o bebê comece a aprendê-la sem resistir e sem associá-la de forma negativa às últimas tentativas;
  • Ter um penico em casa, que deve estar no banheiro, perto do vaso sanitário ou uma escadinha com um redutor para a criança subir no vaso sanitário;
  • Ter reservado figurinhas adesivas ou algo que a criança goste muito para entregar como prêmio sempre que ela conseguir ir no banheiro e fazer xixi ou cocô no vaso sanitário.

É ainda aconselhado ter cerca de 20 a 30 calcinhas ou cuecas em casa para trocar toda vez que o bebê fizer xixi ou cocô no «lugar errado».

Passo a passo para tirar a fralda em 3 dias

O passo-a-passo desta técnica deve ser dividido em 3 dias:

Dia 1

  1. Depois de acordar o bebê na mesma hora que ele costuma levantar e tomar o café da manhã, tirar a fralda e vestir apenas uma camisa e uma cueca ou calcinha;
  2. A mãe e o bebê devem jogar juntos, no lixo, a fralda que o bebê está usando e todas as outras que sobraram mesmo que estejam limpas para que o bebê entenda o que está acontecendo.

    A partir deste momento, não se deve colocar mais nenhuma fralda no bebê durante os 3 dias, mesmo para dormir;

  3. Brincar normalmente com o bebê, estando sempre do lado dele e dar água, chás ou suco de fruta durante o dia para que ele sinta vontade de ir no banheiro;
  4. Ficar atento para qualquer sinal de que o bebê está com vontade de ir no banheiro;
  5. As refeições devem ser feitas com o bebê e estar já preparadas, de preferência, para não «gastar» tempo cozinhando;
  6. Durante o dia, lembrar o bebê que, se ele quiser fazer xixi ou cocô, deve avisar a mãe ou o pai para ir no banheiro, evitando perguntar se ele quer ir no banheiro ou se quer fazer xixi ou cocô;
  7. Todas as vezes que o bebê fizer xixi ou cocô no penico ou vaso sanitário, elogiá-lo e dar um prêmio como uma figurinha adesiva ou algo que ele goste muito;
  8. Levar imediatamente o bebê para o banheiro quando vir que ele está fazendo xixi e todas as vezes que ele conseguir fazer o resto do xixi no penico ou vaso sanitário, dar um prêmio;
  9. Nos casos em que o bebê faz todo o xixi ou cocô na cueca ou calcinha, falar calmamente com ele, explicar que ele deve fazer xixi ou cocô no banheiro e trocar a cueca ou calcinha por uma nova, num tom de informação e não de bronca;
  10. Antes do cochilo da tarde e à noite, antes de dormir, levar a criança no banheiro para fazer xixi ou cocô, não esperando mais do que 5 minutos no penico;
  11. Acordar o bebê apenas uma vez durante a noite para ir no banheiro, não esperando mais que 5 minutos mesmo que ele não faça xixi ou cocô no penico ou vaso sanitário.

É normal que durante o primeiro dia a criança apresente vários «acidentes», fazendo xixi ou cocô fora do lugar apropriado. Dessa forma, é muito importante estar bem atento no que o bebê está fazendo para, assim que se perceber que está fazendo uma necessidade, se leve imediatamente para o banheiro.

Dia 2

Neste dia deve-se seguir exatamente as mesmas regras do dia 1, mas é possível juntar a técnica desenvolvida por Julie Fellom, que permite que se saia de casa por 1 hora durante a tarde.

Para isso deve-se esperar que a criança vá no banheiro e, depois, sair imediatamente de casa por 1 hora.

Este estímulo permite treinar o bebê para fazer xixi antes de sair de casa, sem precisar usar o banheiro na rua ou sem ser necessário usar fralda para sair de casa.

Durante este dia deve-se dar preferência para passear perto de casa, sem usar o carro, assim como levar um penico portátil, para o caso de a criança pedir para usar o banheiro.

Dia 3

Este dia é muito semelhante ao segundo, mas neste já se pode levar a criança para sair de manhã e à tarde, esperando sempre pelo momento em que utiliza o banheiro, para depois sair imediatamente de casa.

O que fazer se a técnica não resultar

Embora os resultados desta técnica sejam bastante positivos para conseguir desfraldar o bebê com sucesso, é possível que nem todas as crianças consigam largar a fralda tão rápido como esperado. 

Se isso acontecer, deve-se esperar entre 4 a 6 semanas e voltar a tentar, mantendo sempre o sentimento de positivismo para que o bebê não se sinta castigada.

Quando se deve tirar a fralda ao bebê

Alguns sinais que podem indicar que o bebê está pronto para deixar a fralda incluem:

  • O bebê diz que tem cocô ou xixi na fralda;
  • O bebê avisa quando está fazendo cocô ou xixi na fralda;
  • O bebê fala por vezes que quer fazer cocô ou xixi;
  • O bebê quer saber o que os pais ou os irmãos vão fazer ao banheiro;

Outro sinal importante acontece quando o bebê consegue ficar com a fralda seca por algumas horas seguidas.

Ficou alguma dúvida? Clique aqui para ser respondido.

Источник: https://www.tuasaude.com/como-tirar-a-fralda-do-bebe-em-3-dias/

Deixar as fraldas: quando isso deve ocorrer?

Diretrizes para tirar as fraldas

Muitas vezes nos perguntamos qual é o melhor momento para nosso filho deixar as fraldas. É uma consulta frequente aos pediatras. Entretanto, com menos frequência, levamos em consideração se a criança está realmente preparada para deixar as fraldas.

No entanto, uma coisa são as razões que motivam os pais e outra é se a criança está preparada para dar esse importante passo em seu desenvolvimento. Estamos falando não apenas sobre se a criança está pronta para controlar seus esfíncteres, mas também sobre se é hora de deixar de ser bebê para ser mais independente.

Remover o costume que incentivamos

Os bebês chegam ao mundo sem fralda. Somos os pais que os acostumamos ao uso das fraldas e a depender desse pedaço de plástico. Colocamos na criança tecidos cuja composição não conhecemos, porque é o mais cômodo para o nosso estilo de vida. Então, de uma hora para outra, decidimos que o bebê deve deixar de usar as fraldas sem avaliar se está preparado para isso.

Mesmo que um bebê consiga deixar as fraldas antes dos 2 anos de idade, não devemos nem considerar essa possibilidade. No entanto, fazemos isso basicamente devido a pressões externas de pessoas que não conhecem o ritmo de desenvolvimento de nosso filho.

Muitas creches ou jardins pedem que a criança com 2 anos ou menos deixe as fraldas para poder ingressar. Assim, nas férias antes do início do ano letivo, as crianças são submetidas a práticas tortuosas e desrespeitosas, que podem até deixar sequelas de alguns traumas.

Para deixar as fraldas, apenas seja paciente. Não se trata de um dia: é um período sensível em que haverá avanços e retrocessos. Para saber que chegou a hora, devemos interpretar os sinais que a criança dá para indicar que alcançou a maturidade de que precisa.

Descubra: Como aliviar a infecção urinária em crianças naturalmente

Chegou a hora de deixar as fraldas

Entre 2 e 3 anos, a criança tem maturidade neurológica para deixar as fraldas. Para alguns, isso pode acontecer antes, para outros depois. O comum é que possa controlar o esfíncter anal aos 2 anos. A urina diurna pode ser controlada entre 2 anos e meio e 3, enquanto a urina noturna pode demorar um pouco mais.

No entanto, a maturidade neurológica não é suficiente. A criança também precisa amadurecer fisicamente e emocionalmente, o que pode não ocorrer necessariamente de forma simultânea. Para saber que chegou o dia, as seguintes situações devem ocorrer:

  • A criança começa a pedir para ir ao banheiro.
  • Dá sinais de que quer tirar as fraldas quando estão molhadas ou apenas quer andar sem elas.
  • Quando quer urinar ou defecar, gesticula, se abaixa, mostra que sabe o que está prestes a acontecer, mesmo que esteja com fraldas.
  • É capaz de dizer as palavras “xixi” ou “cocô” para nomear seus excrementos.
  • Começa a avisar que vai urinar ou evacuar.
  • Mostra interesse quando vê os pais no banheiro e os imita.
  • Quando você tira as fraldas após três ou quatro horas, percebe que estão secas. Isso indica que seus músculos estão se fortalecendo.
  • O controle do esfíncter ocorre após um avanço significativo no nível do desenvolvimento psicomotor. Por exemplo: a criança adquire bastante equilíbrio ou corre, entende ordens simples e seu vocabulário aumentou.

Leia este artigo: Bexiga hiperativa em crianças: causas e tratamento

Meu filho tem 4 anos e ainda faz xixi na cama

Se o controle da emissão de urina durante o dia é difícil, à noite é mais complicado. É considerado normal uma criança continuar a molhar a cama até os 5 anos de idade. O problema é que basicamente não temos paciência e pressionamos.

Quando uma criança é pressionada com muita insistência para deixar as fraldas durante o dia, pode levar algum tempo para deixar as fraldas à noite. A pressão excessiva que pais e professores podem gerar para que a criança deixe as fraldas pode prejudicar o aprendizado associado ao controle do esfíncter. Além disso, passam maus momentos que são contraproducentes.

Os pais não devem se alarmar quando o aprendizado atrasa, fica estagnado ou tem períodos de retrocesso. No entanto, acontece: ficamos alarmados em vez de respeitar o ritmo de desenvolvimento do bebê.

Ter controle sobre o próprio corpo leva tempo. Se fôssemos mais pacientes, poderíamos ter melhores resultados. Novamente, isso dependerá do nível de maturação de cada bebê ou criança.

Pode interessar a você…

Источник: https://melhorcomsaude.com.br/quando-a-crianca-deve-deixar-as-fraldas/

Embarazo y niños
Deja una respuesta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: