Menino ou menina? Agora pode escolher!

Menino ou menina?

Menino ou menina? Agora pode escolher!

O que determina se o seu bebê é um menino ou uma menina é o cromossomo que ele herda do pai. O óvulo da mãe sempre tem um cromossomo X (feminino), mas o espermatozoide pode ter tanto o cromossomo X quanto o cromossomo Y (masculino). Quando o óvulo é fertilizado, os cromossomos se unem e, se formarem XY, concebem um menino, se formarem XX, concebem uma menina. 

É possível escolher se você terá um menino ou uma menina?

Analisando as estatísticas, as chances de se ter um menino ou uma menina são quase as mesmas e não há evidência médica sugerindo que podemos influenciar nisso.
No entanto, pode ser que você já tenha ouvido falar sobre o “Método Shettles”.

Na década de 1970, Dr. Shettles descobriu que o espermatozoide “fêmea” e o espermatozoide “macho” têm características diferentes. Ele acreditava que identificar tais diferenças poderia ajudar os casais a tentar conceber um menino ou uma menina.

1

Quando ter relações sexuais

É tudo uma questão de correr até o óvulo…Shettles descobriu que o espermatozoide “macho” é menor, desloca-se com mais rapidez e tem um período de vida mais curto que o espermatozoide “fêmea”. Ele acreditava que, se um casal tivesse relações sexuais no período da ovulação, seria mais provável que o espermatozoide “macho” chegasse ao óvulo antes do espermatozoide “fêmea”.

Se o óvulo fosse fertilizado, era mais provável que o casal tivesse um menino. O espermatozoide “fêmea”, por sua vez, era mais lento e mais robusto, além de viver mais que o espermatozoide “macho”.

Portanto, ter relações sexuais no início da janela de fertilidade significaria que o espermatozoide continuaria vivo para fertilizar o óvulo, o que resultaria em uma maior probabilidade de conceber uma menina.

Apesar de ser uma teoria fascinante, os estudos realizados desde então mostram que o período em que você tem relações sexuais durante a ovulação na verdade não influencia se você terá um menino ou uma menina.2

Independentemente de você estar interessada em ter um menino ou uma menina, ainda é importante lembrar que há apenas alguns dias do ciclo nos quais você pode engravidar. O Teste de Ovulação Clearblue Digital identifica os seus 2 dias mais férteis para que você tenha certeza de tentar no momento certo.
Independentemente de você estar interessada em ter um menino ou uma menina, ainda é importante lembrar que há apenas alguns dias do ciclo nos quais você pode engravidar.

Posições sexuais

Shettles também sugeriu que a posição sexual no momento do orgasmo do pai poderia melhorar as chances de conceber um menino ou uma menina.

A penetração profunda, como na posição de quatro apoios, por exemplo, daria a oportunidade de o espermatozoide “macho” começar a sua corrida mais próximo do colo do útero e, por se deslocar com maior rapidez, chegar ao óvulo primeiro, resultando em um menino.

Para tentar conceber uma menina, Shettles sugeria evitar a penetração profunda, dando preferência à posição de papai e mamãe.
Trata-se de outra teoria interessante, mas, novamente, não há nada para corroborar com tal ideia.

O doutor em medicina Michael Thomas (especialista em fertilidade), na realidade, informa que não há métodos que influenciem o sexo do seu bebê, nem mesmo a posição sexual.

Ingerir determinados alimentos

O muco cervical é mais favorável ao espermatozoide no período da ovulação, quando ele está mais alcalino. Antes da ovulação, o muco torna-se mais ácido, o que não é ideal para o espermatozoide, e resulta na sobrevivência apenas dos espermatozoides mais resistentes.

Shettles sugeriu que tornar a vagina mais ácida aumentaria a probabilidade de o espermatozoide “fêmea” sobreviver, por ser mais robusto, o que resultaria em uma menina. Um ambiente mais alcalino seria melhor para o rápido espermatozoide “macho”, concebendo um menino.

Se quiser, você pode testar alimentos diferentes para influenciar o seu pH vaginal, mas ainda não encontramos evidências de que isso funciona.

Posso engravidar de gêmeos?

A mulher engravida de gêmeos quando mais de um bebê se desenvolve no útero. Há dois tipos de gêmeos: gêmeos não idênticos (quando mais de um óvulo é fertilizado) e gêmeos idênticos (quando um único óvulo fertilizado se divide no início da gravidez).
A ocorrência de gêmeos tornou-se mais comum nos últimos 20 anos, em grande parte devido ao uso de tratamentos de fertilidade.

Não é possível escolher ter gêmeos, mas alguns fatores podem aumentar a probabilidade:

  • Tecnologia de reprodução assistida (TRA), como a fertilização in vitro (FIV), na qual os óvulos são fertilizados fora do corpo. É possível gerar uma determinada quantidade de embriões e o casal pode ter a oportunidade de transferir um ou mais deles de volta ao útero. Se o casal decidir transferir dois ou mais embriões, existe chance de mais de um embrião ser implantado e, consequentemente, o casal ter mais de um bebê
  • Medicamentos – As mulheres que tomam medicamentos indutores de ovulação (como o citrato de clomifeno), que estimulam os ovários a produzir os óvulos, têm maior chance de ter uma gravidez de gêmeos ou múltipla4
  • Idade – Mulheres acima de 35 anos têm mais chances de ter gêmeos. Isso acontece porque as mulheres produzem maiores quantidades do hormônio de estimulação do folículo (FSH) ao envelhecer, o que pode resultar na liberação de mais de um óvulo durante a ovulação4
  • Hereditariedade – Se a mulher for gêmea ou tiver gêmeos na família, ela tem mais chances de engravidar de gêmeos. Isso ocorre devido à tendência hereditária de liberar mais de um óvulo durante a ovulação5

Источник: https://br.clearblue.com/como-engravidar/menino-menina

Menino ou menina? Agora podes escolher

Menino ou menina? Agora pode escolher!

Já tiveste um filho e agora queres ir pelo casal? Estás cansado de ter miúdos e mais miúdos e queres que seu próximo filho seja uma menina? Não é preciso ir para as técnicas médicas de separação in vitro, podes usar um dos métodos que explicamos embaixo. Seus descobridores garantem que funcionam. Controle a sua dieta e seu período de ovulação e decide se queres comprar roupas de menino ou menina durante a sua próxima gravidez.

Índice

A eleição do sexo do bebé, se é menino ou menina, é um dos sonhos mais recorrentes de um casal. Segundo a ciência, não existe nenhum método para escolher com certeza o sexo do bebé só com um embrião durante os tratamentos de fertilidade in vitro.

Porém, existem algumas práticas que afirmam que influem no momento da conceição, e permite escolher o que o casal deseja. Vamos ver essas práticas que podemos tentar apesar de não terem base cientista.

Método Baretta

Embora pareça uma brincadeira, o fato é quea alimentação faz influir no sexo do bebé. Segundo um estudo da bioquímica Adriana Baretta, pode fazer pender a balança em favor de um ou outro sexo apenas com uma dieta e acompanhamento da ovulação.

Este método baseia-se na maior ou menor presença de quatro sais minerais: sódio-potássio sobre o cálcio-magnésio.

De acordo com os alimentos que come a mulher antes de engravidar contendo diferentes proporções dessas substâncias, o bebê terá mais probabilidades (98%), de ser menino o menina.

A bioquímica partiu dos estudosdos pesquisadores Stolkowsky, Lorrain e Gagnon (Labro e Papa, 1983), que observaram a influência que tem os minerais no metabolismo feminino no momento de o sexo do filho ser selecionado.

Depois de uma série de experiências, especificam que uma elevada proporção de potássio e de sódio na dieta, enquanto um decréscimo em cálcio e magnésio, favorecia o espermatozoide Y, enquanto que a relação oposta favorece a espermatozoide X.

Após esses dados de pesquisa, fez-se um estudo retrospectivo em 99 mulheres com pelo menos, dois filhos do mesmo sexo e uma relação de mineral foi estabelecida através do estudo da alimentação dessas mulheres: Coeficiente (CM) de sódio Mineral + Potássio / Cálcio + Magnésio

Os resultados deste estudo foram: em 84,4% das mulheres com apenas meninos, seu Coeficiente Mineral foi maior do que 4, o que indica uma elevada presença de potássio e sódio, e 84% das mulheres tinha apenas meninas, o CM foi inferior a 2, portanto, baixos níveis destes dois minerais.

Assim, Adriana Baretta criou um método testado em 120 mulheres com um sucesso do 98%. As mulheres que recorrem a esse método fazem uma dieta progressiva durante os três meses anteriores ao momento da concepção.

Naquele tempo, identificam-se os períodos mais férteis e o momento exato da ovulação. Os exames de sangue e se tudo correr bem, da-se via livre para tentar a gravidez.

É  importante cumprir com o tempo de preparação, três meses, já que de acordo  com Baretta «é o tempo necessário para o corpo a assimilar as mudanças na dieta e começar a agir como um filtro para o espermatozoide que deseja ser encorajado.

Alem disso precisamos de três ciclos para que a mulher aprenda pelo método sinto-térmico a verificar com precisão a sua ovulação, e isto também o confirmamos com a análise hormonal».

Portanto, durante este período é tão importante quanto o que comes como o que não comes. Se á um baixo coeficiente de sódio-potássio e um alto teor de cálcio e de magnésio, a tendência é para ter machos. E para ter meninas, o inverso.

Se um casal quer selecionar o sexo de seu futuro bebé, o primeiro passo que deve seguir é o de fazer uma medição do coeficiente Mineral da alimentação feminina, a fim de saber qual dos quatro intervalos definidos (de acordo com Coeficiente Mineral) encontrasse anteriormente a futura mãe, em relação aos seus hábitos alimentares históricos. Por exemplo, alimentos como legumes, nozes, carnes, peixes e a fruta favorecem a procriação de meninos; em relação aos produtos lácteos, acelgas ou farinha de aveia que ajudam a gestação de meninas. «Embora note-se um certo equilíbrio entre o que tú comes e não comes, já que não é suficiente apenas comer um determinado produto», diz a autora do livro.

Um exemplo de alguns alimentos de deves evitar:

Antes de os bebés nascerem em hospitais e dos ginecologistas controlarem todo o processo de uma gravidez era a rede de mulheres que rodeavam a grávida (mães, amigas, vizinhas, etc.

) que lhe davam toda a informação e conhecimentos necessários, principalmente na base das experiências vividas. Na sociedade actual, esta transmissão perdeu-se e as mulheres enfrentam a maternidade sozinhas e sem grandes referências.

Desta forma, surgiu a figura da doula: mulheres que acompanham durante a gravidez, o parto e o pós-parto.

Y tambien:

Mas, o método também se baseia no periodo da ovulação. «Há diferenças no muco cervical, de acordo com o momento do ciclo, a alcalinidade e a acidez são diferentes e favorecem a permeabilidade de X ou Y.

É demostrado que os pares que concebem no pico mais alto de ovulação é mais provável ter meninos «, explica Baretta.

«O espermatozoides X sobrevivem mais tempo quando os fluidos são mais alcalinos, e os Y nadam mais rapidamente e melhor quando os fluidos são mais ácidos.»

Para alcançar o sucesso na predeterminação, é essencial combinar a alimentação com os períodos de ovulação. Baretta avisa: «a falta de complementaridade entre os dois pode levar a dificuldades ou atrasos na concepção ou pseudo infertilidade «.

Método Shettles

Com um sucesso de 75%, os médicos Landrum Shettles e David Rorvik, autores do livro “Como escolher o sexo de seu bebé”, baseiam-se nas diferenças entre os espermatozoides X e os Y . Acordo com os estudos do Dr.

Shettles, os  espermatozoides com o cromossoma Y (masculino) são mais pequenos, mais rápidos e mais fracos exigem condições de mínima adversidade – aconchegante, alcalina -; chegam em primeiro lugar e morrer rapidamente; o espermatozoide deve chegar as trompas de Falópio quase simultaneamente com o óvulo.

No enquanto aqueles que levam o cromossoma X (mulher) são maiores, mais fortes e mais lentos, mais resistentes a condições moderadamente adversas ou ácidas. São mais duráveis ​​e podem esperar alguns dias ao óvulo.

Este método procura combinar o momento da relação sexual com o ciclo menstrual da mulher.

 Quanto mais próximo do momento da ovulação seja a relação sexual, mais possibilidades têm de engravidar a mulher e se o casal tem relações sexuais dois dias antes da ovulação, ou dois dias após a ovulação, as chances de conceber um menino aumentam. Estes dados estão de acordo com a velocidade e a força dos espermatozoides X ou Y que chegaram a fecundar o óvulo.

A mulher deve ter a certeza do momento da ovulação, e para chegar a este ponto deve «estudar» o seu útero, apontando a temperatura basal todos os dias, e mantendo o controle dos dias exatos de duração do  seu ciclo e assim como o momento no que ovula (mudanças na secreção de muco vaginal-cervical e da temperatura basal).

Para ter um menino

Abster-se defazer sexo ou utilizar preservativos até 4 dias antes da ovulação. Após este ponto, abster-se até 12 horas antes da ovulação. O Dr. Shettles diz que o homem terá melhores quantidade de espermatozoides e favorecerá a concepção de um menino.

 Durante as 12 horas de ovulação, o casal deve ter relações sexuais, de preferência apenas uma vez e se tiver relações novamente, devem usar preservativos.

Durante a ovulação, fluidos vaginais e colo do útero são alcalinos, uma condição que faz  mas favorável a chegada do espermatozoides (X ou Y), mas especialmente favorável para os Y (masculino).

Para ter uma menina

O casal deve parar de ter relações sexuais dois dias antes da ovulação, para que mais espermatozoides X (feminino) estejam presentes.

Este método recomenda o casal a ter relações sexuais após o fim do período menstrual, pelo menos, um dia depois, até 2 dias antes da ovulação.

Antes disso, as secreções vaginais são mais ácidos e os espermatozoides X (feminino) terá mais probabilidades de sobreviver e fertilizar o óvulo que o espermatozoide Y.

Conselhos

Para conseguir um líquido mais ou menosalcalino, a mulher pode fazer uma série de lavagens vaginais com água e de bicarbonato de sódio (um litro de água por cada colher de sopa de bicarbonato de sódio) para atingir um meio alcalino favorece tanto espermatozoide Y.

E com água e uma colher de chá de ácido acético (vinagre), para conseguir assim um meio ácido.

Recomenda-se também que o casal mantinha uma dieta à base de proteína para ter um menino, e uma dieta rica em produtos lácteos e não comer carne para ter uma menina.

Método Tabela China

Este método, além de que carece de uma base científica para provar sua confiabilidade é baseado em uma tabela feita há milhares de anos de acordo com as lendas chinesas antigas, que dizem que o sexo do bebé é determinado pela idade da mãe e o mês de concepção do futuro filho. Desta forma, poderias escolher o sexo do bebé. Apenas tentando engravidar no mês correspondente ao sexo desejado de acordo com a tabela. E se estás grávida esta tabela também serve para saber o sexo do bebé que levas dentro.

Aqui tens a tabela chinesa. Basta olharna caixa de sua idade atual, ou a idade em que queres engravidar, e olhar para os meses que é mais provável conceber um menino ou uma menina de acordo com as cores da tabela (azul mostra menino e rosa menina) . De acordo com aqueles que o têm realizado, a tabela tem um sucesso de 70%.

Infertilidade

Definição:

Incapacidade para levar até ao fim uma gravidez normal. Pode produzir-se por falhas na fecundação, implantação ou desenvolvimento do produto dentro do útero. O problema pode estar tanto na mulher como no homem.

Sintomas:

Normalmente não se tem sintomas, para além do facto de não poder conceber e levar uma gravidez até ao fim.

Tratamento:

Embora nem sempre se possa tratar a causa directa da infertilidade, actualmente existem muitas técnicas de reprodução assistida que permitem conceber uma criança.

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica.

Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso.

Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

Источник: https://www.todopapas.com.pt/pre_gravidez/fertilidade/menino-ou-menina-agora-voce-pode-escolher-6181

Trazer felicidade acima de tudo independente de ser menino ou menina

Menino ou menina? Agora pode escolher!

Não importa se é menino ou menina, não importa se os olhos são claros ou escuros, se o cabelo é ondulado como o da mamãe ou liso como o do papai. Também não importa se é um pouco teimoso e obstinado, como sua mamãe, ou se é daqueles que se distraem por nada, porque o que essa criança vai trazer felicidade acima de tudo.

Nesses tempos de avanços tecnológicos e de desejos que se realizam com um cartão de crédito, não faltam casais que recorrem à medicina para poder escolher o sexo do bebê. Os cientistas deixam claro: uma coisa dessas só é válida quando o que se busca é evitar o aparecimento de determinadas doenças genéticas associadas ao sexo dos filhos.

Quando um recém-nascido aperta com sua pequena mão o dedo do seu pai pela primeira vez, este fica preso para sempre.~ Gabriel García Márquez ~

Além dessa fronteira, sem dúvidas surge esse capricho não tão justificável em que, por vezes, o que os pais buscam é “o equilíbrio familiar”. Ou seja, ter um casal ou realizar, por fim, o desejo de ter uma menina quando já temo dois meninos ou o contrário.

Podemos estar mais ou menos de acordo com tal desejo, podemos entender essa viva ilusão de ter um filho ou um filha de determinado gênero. No entanto, mais que o capricho manifestado nas cores rosa ou azul, ou por aquela visão tradicional associada ao sexo dos filhos, o que mais deve nos preocupar é o fato do nosso bebê nascer saudável.

Do mesmo modo, não podemos esquecer que a opção de escolher o sexo dos filhos implica não apenas em pagar grandes quantidades de dinheiro, mas também que requer tratamentos

É claro que cada casal, ou cada mulher é livre para seguir a fórmula que quiser para ter um filho ou uma filha. Contudo, o ideal é que além do desejo de escolha, prevaleça o amor por essa vida que vai chegar, seja como for, seja qual for o sexo, a personalidade, as características, a aparência…

Você é o meu presente mais íntimo e vai me trazer felicidade

Um filho desejado, muito esperado, ou inclusive aquele bebê que não foi esperado, mas que recebemos com surpresa e aceitação, é e será para sempre um presente pelo qual agradecer.

 Além do gênero, o que grande parte das mães e dos pais desejam é que esse pequeno chegue ao mundo com saúde, com vitalidade e força para que possa aproveitar este mundo no máximo das suas capacidades.

Todo o resto é secundário pois temos a certeza que este bebê só vai trazer felicidade. Todos os atributos físicos, incluindo o gênero, é algo que não deve ter importância para as mães e os pais.

Porque, de fato, é essencial que dados os nossos progressos sociais e as nossas conquistas pessoais, sejamos capazes de ver que o caráter não é definido pelo sexo, mas pela própria educação, pela cultura e por todos esses padrões que costumam ser ensinados às crianças dependendo se são meninas ou meninos.

Os meninos também são afetuosos e sensíveis e as meninas podem e devem ser fortes, corajosas, livres…

Os meninos desde pequenos nos mostram um alto nível de afetuosidade. É fundamental não anular sua capacidade de se mostrar sensíveis, de poder expressar em voz alta suas emoções, de desenvolver ao máximo sua capacidade de empatia, sua ligação emocional, suas habilidades sociais e emocionais…

  • Não devemos bloquear essas capacidades das crianças somente porque a sociedade e o padrão de gênero estabelecido dizem que os meninos devem ser fortes, reservados, que devem esconder suas lágrimas e sempre se mostrar ativos…
  • Da mesma maneira, também não devemos impedir que as meninas sejam livres para chegar aonde seus sonhos as levarem. Não devemos nos focar em reforçar a importância de que as meninas devem ser bonitas, meigas, “comportadas”. Devemos permitir que elas tenham voz, que sejam fortes, assertivas, sensíveis, mas também valentes…

Devemos, portanto, educar igualmente, sem dar importância ao gênero.

Seja menino ou menina, meu filho será bem recebido e sempre vai me trazer felicidade

Às vezes, geralmente nas primeiras semanas de gravidez, você coloca sua mão sobre a barriga e fantasia um pouco sobre o sexo do bebê. Você faz inclusive uma lista de nomes, e pensa como seria a decoração do quarto.

Você já se imagina comprando determinada roupa… mas às vezes essas divagações fogem um pouco do controle, quando alguém se aproxima de você e diz algo como “tomara que seja menina, assim não vai ser tão rebelde” ou “se for o primeiro, tomara que seja menino”.

Há apenas uma criança bonita no mundo todo… e cada mãe tem uma.~ Josep Pla ~

Vale dizer que não é preciso se importar com esse tipo de comentário.

Você sabe que as meninas podem ser muito rebeldes e que se o primeiro filho for menino, você vai recebê-lo com muita felicidade…assim como se for menina.

Porque você não se importa, porque o gênero do bebê não é uma preocupação. Você nunca pensaria em amar menos seu filho por nascer com uma vagina ou um pênis pois ele sempre vai trazer felicidade.

Você vai amar seu pequeno do jeito que vier. Vai amá-lo infinitamente sem se importar com a cor do cabelo ou se se parece mais com o papai ou a mamãe. Vai amá-lo porque é seu, porque é um bebê, porque precisa de você e porque merece tudo, toda a felicidade que você puder dar… Todo o resto é secundário.

Pode interessar a você…

Источник: https://soumamae.com.br/nao-importa-menino-menina-importa-vai-trazer-felicidade/

Embarazo y niños
Deja una respuesta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: