O que é bom para o vômito em crianças?

Vômito em crianças: como agir?

O que é bom para o vômito em crianças?

Quando o vômito ocorre em crianças é normal ativar os alertas. Embora nem sempre esteja relacionado com uma doença grave, é essencial prestar atenção para que outras complicações não surjam devido à desidratação.

Este sintoma pode ser o resultado de uma infecção intestinal, catarro, ou simples nervosismo. De fato, pode ter sua origem em fatores psicológicos, porque as crianças aprendem a vomitar para conseguir algo que querem, ou para receber atenção.

Independentemente da causa, existem algumas medidas gerais que podem ajudar a acelerar na recuperação. Em seguida, queremos rever alguns aspectos relevantes que devem ser considerados, e vários cuidados que facilitam o tratamento em casa. Tome nota!

O que é o vômito?

O vômito é a expulsão violenta e espasmódica do conteúdo estomacal através da boca e do nariz. Embora tenha sido desenvolvido como um mecanismo para expulsar toxinas do corpo, também aparece como um sintoma de muitas doenças.

Não deve ser confundido com a regurgitação, que é a subida sem força de uma pequena quantidade de comida ou líquido. Este último sintoma é bastante frequente em bebês, e geralmente não é perigoso.

Tratar o vômito em crianças é fundamental para prevenir a desidratação. Embora nem sempre haja sintomas óbvios, a perda excessiva de líquidos pode levar a outras complicações.

Quais são as causas do vômito em crianças?

A causa mais frequente de vômito em crianças é uma infecção conhecida como gastroenterite (gripe intestinal). Muitas vezes, quando é causada por essa condição, a criança também pode ter episódios de diarreia. Outros possíveis gatilhos são:

  • Dores ou ferimentos na cabeça
  • Infecções do trato urinário
  • Obstruções intestinais
  • Alergias alimentares ou intoxicação
  • Ingestão acidental de um medicamento, ou produto tóxico
  • Estenose pilórica congênita (estreitamento da válvula de saída do estômago)

Confira também: Como preparar água alcalina para perder peso, aliviar a fadiga e prevenir doenças

Como agir em caso de vômito em crianças

A primeira medida para agir em caso de vômito em crianças é deixar o estômago descansar por um tempo prudente. Alimentos e bebidas não devem ser fornecidos por um período de uma ou duas horas, pois isso leva ao reaparecimento do sintoma.

No entanto, se a criança tiver vomitado muitas vezes é provável que sinta sede, e não possa aguentar mais por tanto tempo. Por isso, nesses casos é apropriado fornecer fluidos pouco a pouco, a cada 15 ou 30 minutos. O que mais deve ser feito?

Amamentar no caso de bebês

O vômito em bebês é frequente, e quase nunca representa algo sério. Portanto, é normal continuar alimentando-os com leite materno diretamente da mama, ou extraído previamente. Se o vômito reaparecer após a alimentação, é melhor amamentar em quantidades menores, com maior frequência.

Se o vômito persistir ou houver sinais de desidratação, você poderá dar-lhe uma solução de reidratação oral. Não é aconselhável oferecer água nem infusões, especialmente se a causa não for estabelecida.

Soluções de reidratação oral

As soluções de reidratação oral são bebidas que ajudam a repor a água, o açúcar, e os sais que são perdidos pelo vômito. No caso das crianças é essencial provê-las com o líquido, já que s geralmente apresentam descompensação, e sinais de desidratação devido a esse sintoma.

Alguns exemplos disponíveis no mercado são Pedialyte, Enfalyte, e solução eletrolítica pediátrica. Existem também marcas genéricas que fornecem os mesmos benefícios. Na verdade, estas estão disponíveis em vários sabores, e para cada idade.

Como administrar este remédio?

  • Você pode usar uma colher, uma seringa, ou um conta-gotas. É claro que, se não houver problemas para que a criança ou o bebê a tomem, pode ser colocada na mamadeira ou em um copo. Considerando que a criança tenha sensibilidade, primeiro deve ser dada uma colher de chá (5 ml).
  • Depois, se for bem aceita, a quantidade aumentará gradualmente, até atingir o máximo de 30 ml (1 onça), a cada 5 minutos. É importante que a criança a tome sem se pressa, pois engolir rapidamente pode desencadear mais vômitos.

Se o vômito persistir, isso não significa que a solução não tenha efeito.

Os eletrólitos fornecidos pela solução continuam sendo absorvidos.

Alternativas à solução de reidratação oral

A solução de reidratação oral é o remédio mais recomendado para o vômito em crianças. Entretanto, como algumas crianças rejeitam seu sabor salgado, existem alguns truques que podem facilitar o seu consumo. Se a criança não quiser tomar a solução, opte por:

  • Dar-lhe bem fria, ou em apresentações de picolés ou outros gelados (por exemplo, geladinho)
  • Misture com suco; uma parte de suco e duas de soro.
  • Escolha uma bebida eletrolítica esportiva daquelas vendidas no mercado. Embora não forneçam as mesmas propriedades das soluções farmacêuticas, são úteis para prevenir a desidratação.

Evite bebidas açucaradas

Sucos doces e refrigerantes comerciais não devem fazer parte do tratamento desse sintoma. Embora seu sabor seja muito atraente, são pesados ​​para o sistema digestivo infantil e podem dificultar o controle da causa subjacente.

Manter uma dieta saudável

A alimentação em casos de vômito em crianças é normal. Você pode oferecer qualquer alimento, mesmo que seja um caso de gastroenterite. Naturalmente, é melhor tentar evitar pratos cheios ou irritantes demais. Além disso, não é conveniente fornecer leite integral ou produtos processados.

Após algumas horas de descanso, a criança pode começar a consumir alimentos saudáveis, como:

  • Cereais integrais
  • Caldos ou sopas
  • Frutas e vegetais
  • Carnes magras
  • Produtos lácteos sem lactose

Não perca: Descubra como melhorar sua saúde ao beber mais água a cada dia

Medicamentos

Antes de administrar qualquer medicação em crianças é melhor consultar o pediatra. No entanto, em caso de febre e mal-estar, podem ser usadas opções como acetaminofeno e ibuprofeno. A aspirina não deve ser usada, a menos que seja orientada pelo médico.

Quando o sintoma for persistente, o profissional pode prescrever um medicamento antiemético, como o ondansetron. Esses tipos de tratamentos são usados ​​em dose única.

Em resumo, para atender a casos de vômitos em crianças é essencial garantir o seu descanso, e fornecer uma solução de reidratação oral. Qualquer sinal de complicação ou alerta terá que ser avaliado instantaneamente por um médico ou pediatra.

Pode interessar a você…

Источник: https://melhorcomsaude.com.br/vomito-em-criancas-como-agir/

Vômitos em crianças – Informações, especialistas e perguntas frequentes

O que é bom para o vômito em crianças?

Quase todos os bebês vomitam de vez em quando. Depois da amamentação, etc.

Quando uma criança fica doente, seu estômago não irá funcionar corretamente, não se esvazia tão rápido como de costume e isso faz com que o alimento seja expelido para o exterior. A criança vomita facilmente.

Vomitar é incômodo para a criança, mas raramente é perigoso.

O que faz vomitar?

Existem muitas razões pelas quais uma criança pode vomitar.

  • Se a quantidade é pequena e o bebê está OK, pode ser simplesmente porque a criança tem comido demais e vomita o que é ingerido em excesso.
  • Vômitos podem ocorrer em casos de indigestão, acompanhada muitas vezes com diarreia. Uma possível causa é uma infecção do estômago por um vírus.
  • Quando uma criança sofre de uma infecção no ouvido (otite), trato da garganta, vias respiratórias ou pulmões, trato urinário ou apêndice (apendicite), enquanto experimenta um aumento na temperatura (febre), também existem vômitos freqüentes.
  • Crianças sob forte estresse na escola ou em casa podem vomitar uma vez. Se isso acontece com mais freqüência, você deve consultar o seu médico.

Como devo tratar vômitos em crianças?

  • Uma vez que a criança tenha vomitado, ajudar a lavar a boca com água, porque o vômito deixa um gosto azedo. Crianças pequenas que não sabem comer usamos um pouco de água de enxágüe.
  • Depois de vomitar, a criança geralmente sente frio, suado e cansado. Limpe o rosto com uma toalha úmida e deixe descansar. A maioria das crianças quer dormir depois de vomitar e isso é normal. Verifique em sua freqüência e estão prontos para ajudar se você se sentir mal novamente.
  • A amamentação deve ser mantida, mas se o vômito persistir, contacte o seu médico.
  • Se a criança é mais velha, pode ser benéfico não dar leite nem produtos lácteos por uns dias.
  • Certifique-se que a criança não está desidratada dando bastante líquidos para ela beber. Especialmente recomendado  diluir suco ou cola sem gás (ou removidos anteriormente com uma colher para removê-lo).
  • Não há necessidade de ingerir uma grande quantidade de líquido imediatamente depois de vomitar, porque o líquido pode irritar o estômago e que você faz errado de novo. Se a criança não tolera qualquer fluido, deixe descansar por algumas horas e tente, em seguida, dar pequenas quantidades, mas freqüentes.
  • Se, entretanto, a criança está com sede, dê-lhes pequenas quantidades de água com uma colher de chá.
  • O estômago tolera melhor se a água está muito fria. Se a criança quer beber demais ou com grande avidez, dê um cubo de gelo para el air chupando.

Como prevenir a desidratação?

  • Quando o vômito enquanto tiver diarréia, pode produzir uma perda excessiva de líquido. Esta condição não é grave se ele dura apenas alguns dias, mas se repetido ou prolongado, deve consultar o seu médico.
  • O seu médico poderá aconselhá-lo a comprar a partir de sua farmácia uma solução de carboidratos e eletrólitos, ou envelopes de pó para se preparar. A estas soluções adicionar uma água potável extras hidratante e sais que fornecem energia.
  • Uma alternativa menos desejável é você preparar a solução de reidratação oral diluído com limonada ou água adicionando um pouco de sal e açúcar. Adicionar a um litro de água 8 colheres de chá (40 gramas) de açúcar e uma colher de chá (5 gramas) de sal. Se a criança não melhorar em um ou dois dias, consulte o seu médico.
  • Se a criança estiver vomitando ou com diarréia persistente, contacte o seu médico.

Como você pode saber se o seu filho precisa de líquidos?

Verificar quantas vezes ele evacua. Se ainda usa em fraldas, você tem que contar a mudança. Outro sinal de desidratação é que a criança chora sem lágrimas. Olhe dentro da boca: a mucosa oral deve ser úmida e rosa, a língua deve ser úmida e ter saliva.

Se a criança se recusa a beber líquidos, você precisa chamar o médico.

Vômitos podem ser graves?

Em raras ocasiões, quando uma criança de três a cinco semanas de idade, de repente começa a vomitar repetidamente e violentamente, pode ocorrerestenose pilórica , que consiste em um fechamento ou estreitamento da saída do estômago (piloro) por um estritamento excessivo do anel muscular que a controla. Nestes casos, obter ajuda médica rapidamente. O transtorno pode requerer cirurgia, mas a recuperação é completa.

Uma imagem de vómitos graves em uma criança com menos de quatro anos pode ser devido à intussuscepção. As crianças podem levantar as pernas, pálidas e remover o sangue com os movimentos intestinais. É necessário consultar imediatamente um médico, mas a cirurgia nem sempre é necessária.

Se a criança está se comportando estranhamente, parece confusa ou com dificuldade de se comunicar, consulte o seu médico.

Escolha a consulta online para iniciar ou continuar o seu tratamento sem sair de casa. Se precisar, você também pode marcar uma consulta no consultório.

Mostrar especialistas Como funciona? Vômitos em crianças na maioria das vezes não são uma doença, mas sim uma defesa da criança para eliminar algo contaminado ou estragado que tenha ingerido, ou fazem parte de doenças benignas e autolimitadas como gripes, resfriados ou gastroenterites agudas. Quando acompanhados de outros sintomas como dores abdominais intensas, ausência de evacuações, febre ou cefaleia, podem fazer parte de uma doença mais grave e a consulta com o médico deve ser mais urgente. O objetivo do tratamento é manter a criança hidratada, aumentando ingestão de líquidos como água, chás, água de coco e suco de frutas. Procure manter dieta normal e nunca o medique sem orientação de seu pediatra. Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Источник: https://www.doctoralia.com.br/doencas/vomitos-em-criancas

Náusea e vômitos: o que é, tratamentos e causas

O que é bom para o vômito em crianças?

Náuseas e vômitos são sintomas muito comuns que podem ser causados por uma grande variedade de condições. O vômito é um reflexo incontrolável que expele o conteúdo do estômago através da boca. Náusea é o termo usado para descrever a sensação de que você vai vomitar, mas não são os vômitos em si, nem significam que você irá vomitar com certeza.

Ambos os sintomas são muito comuns e pode ser causados por uma ampla variedade de fatores. Eles ocorrem em crianças e adultos, embora sejam mais comuns em mulheres grávidas e pacientes submetidos a tratamentos de câncer.

Normalmente o vômito é inofensivo, mas pode ser um sinal de uma doença mais grave. Alguns exemplos de doenças graves que podem resultar em náusea ou vômito incluem infarto agudo do miocárdio, contusões, meningite, obstrução intestinal, apendicite e tumores cerebrais.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Raramente, vômitos podem rasgar a mucosa do esôfago e causar sangramento, também conhecido como uma síndrome de Mallory-Weiss. Se o esôfago é rompido e perfurado, isso é chamado de síndrome de Boerhaave, e é uma emergência médica.

Durante a gravidez, podem ocorrer vômitos em decorrência das alterações hormonais. Por outro lado, vômitos recorrentes podem estar associados a uma condição chamada hiperêmese gravídica, em que a mãe pode desenvolver desequilíbrios de fluidos e minerais, que colocam em perigo a sua vida ou a do feto.

As causas mais comuns de vômitos em crianças são as infecções virais e intoxicação alimentar. No entanto, o vômito também pode ser causado por cinetose, tosse e comer demais.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Em crianças muito jovens, bloqueios no intestino também podem causar vômitos persistentes. Os intestinos podem ser bloqueados por uma hérnia, cálculos biliares ou tumores. Isso é raro, mas deve ser investigado.

A maioria dos adultos raramente vomita. Quando isso ocorre, o vômito é geralmente causado por abuso de álcool ou outras substâncias, uma infecção bacteriana ou viral, ou um tipo de intoxicação alimentar. Em alguns casos, vômitos também podem ser ocasionados por outras doenças, como doenças cardiovasculares, neoplasias e infecções.

Causas

Certos cheiros trazem a sensação de náusea e esta reação pode estar exacerbada durante o primeiro trimestre da gravidez, embora também possa ocorrer em pessoas que não estão grávidas. A náusea que é induzida pela gravidez geralmente desaparece no segundo trimestre.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Náuseas e vômitos podem ocorrer separadamente ou em conjunto. As causas mais comuns incluem:

  • Quimioterapia
  • Gastroparesia (mau funcionamento dos músculos do estômago)
  • Anestesia geral
  • Enxaqueca
  • Cinetose
  • Abuso ou overdose de álcool, substâncias ilícitas ou substâncias tóxicas
  • Rotavírus
  • Vertigem
  • Gastroenterite viral
  • Intoxicação alimentar

Há casos menos comuns de doenças que podem causar náuseas e vômitos, como:

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

As causas mostradas aqui são comumente associadas a estes sintomas, no entanto, não quer dizer que você tenha esse problema. Converse com um médico ou profissional para um diagnóstico preciso e orientação sobre cuidados de saúde.

Buscando ajuda médica

Se você sofre de náuseas ou vômitos você deve procurar atendimento médico. A maioria dos casos de vómitos desaparece ao fim de seis a 24 horas depois do primeiro ataque.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Menores de 6 anos

O atendimento de emergência deve ser procurado para qualquer criança com menos de seis anos de idade que:

  • Apresente vômito e diarreia
  • Mostre sintomas de desidratação, incluindo pele enrugada, irritabilidade, pulso fraco ou consciência reduzida
  • Tem febre de acima de 37,8 ºC
  • Não urinou por mais de seis horas.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Acima de 6 anos

Crianças com mais de seis anos de idade devem receber cuidados médicos de emergência se:

  • Vomitou por mais de 24 horas
  • Há sintomas de desidratação
  • A criança não urinou há mais de seis horas
  • A criança tem febre superior a 38ºC.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Adultos

Os adultos devem procurar assistência médica de emergência se apresentarem algum dos seguintes sintomas:

  • Dor de cabeça severa
  • Torcicolo
  • Letargia
  • Confusão
  • Sangue no vômito
  • Pulso rápido
  • Respiração rápida
  • Febre de mais de 38°C
  • Diminuição da capacidade de resposta
  • Vômito acompanhado de diarreia
  • Dor abdominal grave
  • Náusea e vômitos sem causa aparente (possibilidade de infarto agudo do miocárdio)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar a causa de náuseas e vômitos são:

  • Clínico geral
  • Pediatra
  • Gastroenterologista

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Há quanto tempo os sintomas começaram?
  • O que parece melhorar os sintomas?
  • O que parece piorar os sintomas?
  • Você ou seu filho comeu alguma coisa diferente nos últimos dias?
  • Há suspeita de gravidez?
  • Quais outros sintomas existem, além da náusea e do vômito?

Cuidados

O tratamento para vômitos e náusea (independentemente da idade ou causa) inclui:

  • Beber maiores quantidades de água gradualmente
  • Evitar alimentos sólidos até que o episódio de vômitos passe
  • Temporariamente tome cuidado com todas as medicações orais que podem irritar o estômago e piorar os vômitos. No entanto, não interrompa qualquer medicação antes de verificar com seu médico
  • Se os vômitos e diarreia durarem mais de 24 horas, uma solução de reidratação oral, tal como bebidas isotônicas, deve ser utilizada para prevenir e tratar a desidratação.

Vômitos associados à tratamentos de câncer muitas vezes podem ser tratados com um outro tipo de terapia medicamentosa. Há também medicamentos que podem ser utilizados para controlar os vômitos associados com gravidez, cinetose e algumas formas de tonturas. No entanto, consulte um médico antes de usar estes tratamentos.

Enjoos e vômitos: saiba como aliviar o mal-estar

Medicamentos para Náusea e vômitos

Náusea e vômitos podem ter diversas causas, de modo que o tratamento varia de acordo com o diagnóstico estabelecido pelo médico. Por isso, somente um especialista capacitado pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Os medicamentos mais comuns no tratamento de náuseas e vômitos são:

Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não inicie, nem interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes.

Complicações possíveis

Vômitos persistentes podem causar desidratação, desnutrição e afetar o esmalte dos dentes. Os adultos têm um menor risco de desidratação, quando comparados aos extremos de idade. As crianças têm um maior risco de desidratação, especialmente se elas também também estiverem com diarreia.

Adultos que cuidam de crianças doentes precisam estar cientes destes sinais visíveis de desidratação:

  • Lábios e boca secos
  • Olhos encovados
  • Respiração rápida
  • Pulso rápido

Em lactentes, também é importante prestar atenção para diminuição da urina e fontanelas afundadas (topo da cabeça do bebê).

Referências

Ministério da Saúde

Источник: https://www.minhavida.com.br/saude/temas/nausea-e-vomitos

Embarazo y niños
Deja una respuesta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: