Um bom pequeno almoço para as crianças

Autor: Ana Moura; Clara Delgado; Diogo Cristino; Jéssica Amorim; Joana Monteiro; João Marques; Lia Costa; Maria Carolina Bastos; Maria Eduarda Raposo; Mariana Constante; Pedro Machado; Rui Alves; Sara Neto; Tiago Guimarães

Última atualização: 2020/12/27

Palavras-chave: Pequeno-almoço; Alimentação; Criança

O pequeno almoço é a primeira refeição do dia após o jejum prolongado. É uma refeição fundamental na alimentação tanto das crianças como dos adultos.Um pequeno almoço de má qualidade ou mesmo inexistente aumenta o risco de obesidade.Estima-se que existam cerca de 398 000 crianças com obesidade severa na Europa. Em Portugal, o excesso de peso atinge cerca de 30% das crianças e a obesidade 12%. A obesidade infantil está associada a um maior risco de obesidade, incapacidade e morte prematura no adulto, além de estar associado a maior probabilidade de dificuldade respiratória, fraturas, e hipertensão na criança, entre outros.Um pequeno-almoço equilibrado está associado a um estilo de vida saudável, garantindo um consumo regrado de macro e micronutrientes e melhora a capacidade para uma atividade física regular.Infelizmente, nem sempre se faz um bom pequeno-almoço pela modificação dos hábitos alimentares das crianças, com maior consumo de produtos açucarados e diminuição da fruta.

Children’s breakfast – Break bad habits fast

A promoção de hábitos alimentares saudáveis no pequeno-almoço das crianças com uma correta seleção dos alimentos é essencial para mais e melhor saúde, aumento do rendimento escolar, maior capacidade para a atividade física, e menor probabilidade de ocorrência de excesso de peso e obesidade, bem como as suas consequências.

O que deve incluir um pequeno almoço equilibrado, variado e completo?

Um pequeno-almoço saudável deve assegurar que as crianças recebem uma variedade de nutrientes e fibras. Inclui quatro grupos específicos da roda dos alimentos:

  • Lacticínios: contar com a presença de leite, iogurte ou queijo, por exemplo, de modo a obter os elementos necessários a um bom funcionamento do organismo, como cálcio, vitaminas e proteínas. É importante realçar que deve ser evitada a adição de açúcares e produtos açucarados como acompanhamento.
  • Fruta: preferencialmente fresca e da época ou sumo de fruta natural para obtenção de vitaminas, minerais e fibras.
  • Cereais e derivados: como pão e cereais integrais, sendo importante evitar o excesso de sal. Este grupo é essencial na medida em que fornece, para além do que foi referido anteriormente, hidratos de carbono.
  • Água.

Adicionalmente, a Federação Internacional da Diabetes (IDF) desaconselha a ingestão de bebidas açucaradas, produtos de pastelaria, cereais açucarados, leite achocolatado, iogurtes açucarados, alimentos fritos e gordurosos (como ovos mexidos e bacon) e produtos doces para acompanhamento (geleias, chocolate para barrar e mel). Estes produtos, para além de apresentarem uma densidade calórica muito elevada, provocam uma falsa sensação de saciedade imediata, uma vez que são produtos de absorção rápida, mas que desaparece rapidamente, levando a um aumento da ingestão total de alimentos.Nas pessoas com intolerâncias alimentares (lactose, glúten ou outras), mantêm-se o princípio, mas substituem-se os alimentos por outros do mesmo grupo, como os leites vegetais (soja, por exemplo) em vez do leite de vaca, ou os produtos de milho, em vez do trigo. Muitas vezes não é fácil e pode ajudar um apoio profissional especializado, para manter o equilíbrio nutricional.

Quais as vantagens de um pequeno-almoço completo nas crianças?

Um pequeno almoço equilibrado apresenta inúmeros benefícios, como o aumento de energia, uma dentição saudável e a melhoria da capacidade de concentração, memorização e raciocínio.

Para além disso, contribui para o reforço do sistema imunológico (tornando mais eficiente a prevenção de doenças), para o fortalecimento muscular (consequência das proteínas ingeridas) e para um peso equilibrado, estável e saudável.

Constrangimentos para um pequeno-almoço saudável

Esta refeição é muito influenciada pela pressão dos horários, sendo muitas vezes negligenciada ou mesmo eliminada. Um planeamento prévio por forma a criar a rotina e ser possível cumprir horários pode facilitar.

Para além disso, é essencial que os pais mostrem às crianças a importância desta refeição e evitem que os seus filhos vão para a escola sem a toma do pequeno-almoço.

O bom exemplo parental é fundamental.

Como queremos que as crianças percebam a importância se os seus pais a não demonstram? É importante verificar atentamente e todos os dias a toma do pequeno-almoço e, se possível, fazer desta uma refeição em família, num ambiente calmo e descontraído, num momento de convívio em casa, ainda que seja necessário levantar um pouco mais cedo.

A falta de tempo leva também a que, cada vez mais, o pequeno-almoço seja consumido nos meios de transporte durante a deslocação para a escola ou para o emprego, diminuindo significativamente a qualidade e seleção dos alimentos ingeridos. Assiste-se ao aumento do consumo de produtos açucarados pré-embalados, pois requerem menor tempo de preparação e são de fácil acesso e consumo.

A crescente publicidade a que os pais e as crianças estão constantemente expostos, quer seja na televisão, anúncios na internet, cartazes expostos ou embalagens apelativas, contribui para aumentar exponencialmente este consumo dos produtos açucarados.

Uma mensagem apelativa passa a ideia de saúde, sem o assumir diretamente (porque não pode), e transmite uma positividade onde pode não existir. Por outro lado, implementa uma vontade nas crianças que influencia significativamente a escolha dos pais na compra e seleção dos alimentos.

Marcas de cereais açucarados, bolos, bolachas e leite achocolatado, vendidas como saudáveis, apresentam excesso de açúcares e potencial risco para a saúde.

Conclusão

O pequeno-almoço é a primeira refeição após o jejum prolongado e é essencial para as crianças. É, por isso, fulcral a correta seleção dos alimentos para um estilo de vida saudável.

Referências recomendadas

Tem alguma dúvida? Fale connosco

Источник: http://metis.med.up.pt/index.php/O_pequeno_almo%C3%A7o_das_crian%C3%A7as

O seu filho não gosta de tomar o pequeno-almoço?

Um bom pequeno almoço para as crianças

“Come o pequeno-almoço, que te faz bem”. Durante anos, ouvimos este conselho dos nossos pais e, possivelmente, muitos de nós já o transmitimos aos nossos filhos.

As respostas, vindas de crianças sonolentas e, por vezes, com mau humor matinal, podem ser várias, mas nem sempre as mais recetivas: “Não quero”, “Não gosto”, “Não tenho fome” ou até o desafiante, “Mas porquê?”.

O pequeno-almoço é mesmo uma das refeições mais importantes do nosso dia e, por isso, é importante que tomá-lo se torne um hábito antes da saída para a escola. O corpo agradece e as notas também.

Porque é tão importante tomar o pequeno-almoço

Depois de 8-12 horas sem comer, durante o sono, o pequeno-almoço é a primeira oportunidade do dia para quebrarmos o jejum noturno e darmos ao nosso corpo todos os nutrientes de que precisa para funcionar bem.

Sabia que crianças que tomam o pequeno-almoço têm maior probabilidade de suprir as suas necessidades nutricionais diárias relativamente às que não fazem esta refeição? E como hábitos saudáveis andam normalmente de mãos dadas, crianças que tomam o pequeno-almoço tendem a ter uma alimentação mais saudável e equilibrada de um modo geral (comem habitualmente mais fruta, leite e menos gordura saturada) e praticam mais atividade física em comparação às crianças que saltam a primeira refeição do dia. O resultado? Uma maior probabilidade de manterem o peso ideal, ajudando a combater a obesidade.

Ilustração: Joana Mendes Leal

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O pequeno-almoço é amigo das notas

Crianças que tomam o pequeno-almoço têm habitualmente melhor memória e maior capacidade de concentração o que se traduz num melhor aproveitamento. Mas, atenção: não só é muito importante tomar o pequeno-almoço todos os dias, mas o que as crianças comem também faz toda a diferença.

Escolher os alimentos certos, ricos em cereais integrais, fibra e proteína e pobres em açúcares e gorduras saturadas, contribui muito para que as crianças tenham um melhor desempenho cognitivo.

Por outro lado, crianças que não tomam o pequeno-almoço têm maiores dificuldades em manter-se atentas na escola e ficam mais facilmente cansadas, irrequietas e irritáveis.

Para tornar o pequeno-almoço mais prático

A verdade é que nem sempre os pais têm toda a disponibilidade do mundo para preparar um pequeno-almoço super elaborado.

Na correria da manhã, podem cair na tentação de colocar na mesa alimentos que não são os mais interessantes do ponto de vista nutricional.

A boa notícia é que há algumas estratégias que, aliadas à capacidade de planeamento, tornam a preparação do pequeno-almoço muito mais prática:

  • Recheie a sua despensa de boas opções;
  • No fim de semana, aproveite para planear as refeições da semana, incluindo o pequeno-almoço, para garantir que tem à mão opções saudáveis e variadas em cada dia;
  • Adiante-se e prepare o que for possível na noite anterior, como colocar a mesa;
  • Acorde a família dez minutos mais cedo;
  • Deixe o seu filho ajudar a preparar o pequeno-almoço;
  • Para os dias em mesmo assim o tempo não chega para um bom pequeno-almoço em casa, tenha alternativas prontas a levar – como fruta fresca, iogurtes ou smoothies, frutos secos

O que incluir num pequeno-almoço equilibrado

Um pequeno-almoço saudável e equilibrado deve ser também diversificado – de boas opções, claro! Inclua alimentos do grupo dos cereais (de preferência integrais), fruta (da época, sempre que possível) e laticínios (como o leite, iogurtes e/ou queijo, fontes de cálcio, importante para os ossos e dentes).

Uma opção que pode combinar com estes três tipos de alimentos é o Nesquik All Natural Papas de Aveia e Cacau e o Nesquik All Natural Papas de Aveia Maçã e Cacau. Estas opções são práticas e, acima de tudo, nutritivas.

Com o delicioso sabor a Nesquik, os seus filhos já não se vão recusar a tomar o pequeno-almoço. Estas papas de aveia são feitas com ingredientes 100% naturais e contêm 72% de aveia, o que significa que são ricas em fibra.

Classificadas com o Nutri-Score A (verde escuro), as Papas de Aveia Nesquik são para além de saborosas, nutricionalmente equilibradas.

São muito simples de preparar:

Junte 40g (4 colheres de sopa) de Nesquik All Natural Papas de Aveia e Cacau ou Nesquik All Natural Papas de Aveia Maçã e Cacau a 125 ml de leite meio gordo.Para cozinhar, tem três alternativas:

1. A forma mais prática é colocar no micro-ondas, na temperatura media (600 WATT), durante 2 minutos;

2. A forma tradicional, para obter a textura de papa de aveia, é cozinhar numa panela, mexendo até absorver o leite. Consumir passados 2-4 minutos da preparação;
3. A forma mais rápida é juntar com o leite mexer e deixar absorver. Então, e a fruta? Não, não nos esquecemos. São o topping perfeito para estas papas de aveia. Corte em cubinhos uma maçã, em rodelas uma banana ou outro fruto de que o seu filho goste, coloque por cima, dê asas à imaginação e está pronto a comer!

E se o seu filho não tiver fome de manhã?

Se o seu filho não tem fome logo que acorda, a melhor solução é ter um pequeno-almoço saudável pronto a levar, que possa comer a caminho da escola ou entre as aulas. Pode, por exemplo, colocar-lhe fruta fresca, cereais integrais, frutos secos ou uma sandes de queijo ou ovo na lancheira.

Источник: https://observador.pt/2020/12/21/o-seu-filho-nao-gosta-de-tomar-o-pequeno-almoco/

7 dias, 7 ideias de pequeno-almoço

Um bom pequeno almoço para as crianças

É uma pergunta muito comum: o que dás à tua filha ao pequeno-almoço? Quando os nossos bebés começam a comer queremos garantir que oferecemos variedade e nós, adultos, temos o hábito de comer quase sempre o mesmo ao pequeno-almoço (normalmente pão e café), apesar de variarmos o que comemos ao almoço e jantar.

Pensar no pequeno-almoço do bebé é realmente um desafio. É normal não termos tantas ideias para oferecer aos nossos filhos e acabamos sempre a recorrer ao pão, cereais com leite ou papas prontas. 

A base do nosso pequeno-almoço é o pão. E é importante perceber que não há nada de mal com o pão e pode (e deve) estar incluído no pequeno-almoço do bebé a partir dos 9 ou 12 meses.

O problema está no pão branco, com farinha de trigo processada e em muitos casos geneticamente modificado. Atualmente já existem ótimas opções sem glúten ou sem trigo no mercado e de marcas portuguesas.

Deixamos aqui a lista dos nossos favoritos: Pão fatiado de espelta da Quinoa Padaria Biológica, Pão de banana e canela da Pachamama, Pão de aveia da Miolo.

Mas se quiser variar o pão ao pequeno-almoço, qual a melhor forma? Planear! Cá em casa, planeamos todas as refeições da semana no sábado.

É uma forma de garantir que poupamos dinheiro nas compras, reduzimos o desperdício alimentar e organizamos as refeições para comermos refeições variadas e saudáveis.

Esta lista de receitas de pequeno-almoço é uma grande ajuda! E pode imprimir e deixar na porta do frigorífico. Tem 7 ideias para pequenos-almoços saudáveis para bebés a partir de 1 ano com as receitas incluídas! 

A partir de que idade os bebés começam a comer o pequeno-almoço?

Quando começamos a introdução da alimentação complementar, a partir dos 6 meses, os bebés normalmente só tomam leite materno ou fórmula ao pequeno-almoço. Às vezes, comem um pouco de fruta, mas não precisam do pequeno-almoço. Isso mantém-se mais ou menos até aos 8-12 meses.

Para bebés entre os 6 e os 9 meses, o ideal é dar leite materno ou fórmula e depois sentar o bebé à mesa enquanto tomam o pequeno-almoço com uma peça de fruta (no corte apropriado), se fizeres baby led weaning (BLW), ou uma papa de fruta para o bebé explorar.

A partir dos 9 meses, o bebé já pode começar a comer receitas mais elaboradas, como panquecas, e a partir dos 12 meses, em que o leite materno deixa de ser a principal fonte de alimento, o bebé deve começar a comer um bom pequeno-almoço.

Deixamos aqui 7 ideias para o pequeno-almoço do bebé a partir de 1 ano, que são muito nutritivas (as opções sem lactose, a partir dos 9 meses). No final deste artigo, pode também fazer o download gratuito dessa lista para a ter sempre à mão na cozinha. Ir para o download gratuito.

Ovo cozido e pão com queijo fresco de cabra

Cozer o ovo por 10-12 minutos. Deixar arrefecer, descascar e cortá-lo em 4 ou mais partes. Servir com uma fatia de pão com queijo fresco de cabra ou vaca.

O ovo cozido só pode ser oferecido a partir do momento que o bebé fizer pinça fina. Até lá, faça omelete e ofereça em tiras. Pode fazer omelete apenas com ovo ou juntar alguma folha verde escura bem picada.

Panquecas de banana com manteiga de amêndoa, morangos e iogurte natural sem açúcar – podem ser congeladas

Estas panquecas são muito rápidas de fazer e rendem 8-10 panquecas pequenas. Uma parte pode ser servida ao pequeno-almoço e a outra ao lanche ou serem adicionadas à lancheira dos miúdos.

Barrar as panquecas com manteiga de amendoim ou manteiga de amêndoa, adicionar uma colher de iogurte por cima e morangos picados.

Estas panquecas podem ser oferecidas a partir dos 6 meses, desde que o bebé tenha sido exposto aos alimentos separadamente (O ovo é um alergénico comum!)

Crepes enrolados com banana e manteiga de amendoim – podem ser congelados

Estes crepes são fantásticos! Podem ser feitos na hora ou feitos com antecedência e congelados. Na hora de servir é só descongelar numa frigideira ou micro-ondas. Receita completa aqui.

Abrir o crepe, barrar com manteiga de amendoim, adicionar a banana, enrolar e cortar em rodelas (como se fosse um sushi). É um sucesso com as crianças!

Também podem ser oferecidos a partir dos 6 meses, embora sejam mais difíceis do bebé agarrar. A partir do momento que o bebé fizer a pinça fina pode cortar em rodelas e depois cortar essas rodelas em pedaços pequenos.

Papas de aveia, banana e canela – podem ser feitas na véspera

Papa quente, feita em 5 minutos e pode ser oferecida a partir dos 6 meses. Cozinhar a aveia com água e canela. Quando estiver pronta, adicionar leite materno ou leite vegetal e meia banana amassada. A receita completa aqui.

Podem ser oferecidas a partir dos 6 meses. Se fizer na véspera, só precisa aquecer um pouco na hora e adicionar um pouco de leite materno ou artificial.

Ovos mexidos e pão com abacate

Fazer os ovos mexidos numa panela com um fio de azeite. Servir com uma fatia de pão barrado com abacate amassado. Uma fatia de pão deve ser cortada em tiras de tamanho apropriado para o bebé agarrar.

Dica: Para os ovos ficarem cremosos, tem de bater bem os ovos e depois cozinha-los em fogo baixo e ir mexendo constantemente, como se fosse um risoto.

Ovos mexidos são uma excelente opção para o bebé que já faz ou está quase a fazer a pinça fina. Pode oferecer o ovo mexido com uma fatia de abacate ao lado. Deixe um pouco de casca no abacate ou “pane” o abacate em alguma farinha ou fruto seco triturado para não escorregar. O pão, espere idealmente até aos 12 meses para oferecer.

Overnight oats (papas adormecidas de aveia crua) de mirtilos e amêndoas  – fazer na véspera

1 iogurte natural sem açúcar

2 colheres de sopa de aveia

½ banana

1 colher de chá de manteiga de amêndoa

2 colheres de sopa de mirtilos cortados em 4 (esmagados até o bebé fazer pinça fina)

1 colher de sopa de amêndoas picadas (para bebés a partir dos 2 anos; antes oferecer triturada)

Pode ser oferecido a partir dos 6 meses, desde que o bebé já tenha sido exposto ao iogurte, mirtilos e amêndoas separadamente. É um pequeno-almoço super fácil de fazer e delicioso!

Batido de manga e mirtilos

Bater no liquidificador: Leite de amêndoas, ½ chávena de manga, ¼ chávena de mirtilos, ½ banana, 1 colheres de sopa de aveia, 1 colher de sopa de linhaça. Opcional: manteiga de amêndoa.

Um pequeno-almoço para crianças pequenas (+2 anos) ou crianças mais velhas. Muito fácil e para ser ainda mais rápido de fazer, corte e congele a fruta. Assim, no dia só precisa triturar! Ofereça um copo ou copo com palhinha.

Template com a lista de 7 ideias para o pequeno-almoço e receitas:

Enviar link para download para:

O conteúdo oferecido no blog comidadebebe.pt é puramente para fins informativos. O comidadebebe.pt não se dedica a fornecer aconselhamento profissional, seja médico ou outro, para usuários individuais ou para os seus filhos ou famílias.

Nenhum conteúdo deste site, independentemente da data, deve ser usado como um substituto do conselho de um médico ou profissional de saúde, nutricionista ou especialista em alimentação e alimentação pediátrica. Ao acessar o conteúdo em comidadebebe.

pt, reconhece e concorda que aceita a responsabilidade pela saúde e bem-estar de seu filho ou familiar.

Em troca de fornecer-lhe uma série de informações sobre alimentação e nutrição infantil, introdução da alimentação complementar e receitas, você renuncia a quaisquer reclamações que você ou seu filho possam ter como resultado da utilização do conteúdo que está no comidadebebe.pt.

Источник: https://comidadebebe.pt/dicas/alimentacao/7-dias-7-ideias-de-pequeno-almoco/

Um bom pequeno-almoço ajuda a crescer

Um bom pequeno almoço para as crianças

Elas bocejam. Elas esfregam os olhos. Depois de uma longa noite de sono, as crianças precisam de um pequeno-almoço nutritivo para enfrentar o dia. Logo de manhã, devem ingerir cerca de 20% do total da energia diária necessária, bem como uma quantidade significativa de alguns nutrientes.[1]

Quem toma o pequeno-almoço tem melhores resultados!

As crianças precisam de um bom pequeno-almoço logo pela manhã para reforçar a sua atenção, especialmente se a primeira aula for a de Matemática! Veja se sabe a resposta: foram dados testes de memória e problemas para resolver, a dois grupos de crianças. Quem acha que conseguiu os melhores resultados? Os que tomaram o pequeno-almoço ou os que ficaram sem comer? Isso mesmo. Foram os meninos e meninas que tomaram o pequeno-almoço.[2]

Aprendizagem precoce

Como o pequeno-almoço costuma ser fácil de preparar, até as crianças mais pequenas podem aprender a preparar a sua própria refeição (é verdade que com alguma desarrumação e alimentos fora do prato à mistura, mas essa é a melhor parte de ter filhos. Não é… ?).

Entre servir o leite e barrar manteiga (desde que não seja na camisa acabada de passar) há muito potencial para a diversão em conjunto. E ao escolherem o que comem também podem aprender a fazer escolhas saudáveis e desenvolver bons hábitos que ficam para a vida.

[3]

O khorasan é uma variedade de trigo que foi trazida para os EUA como uma lembrança de um túmulo egípcio e era vendida como «Trigo do Rei Tut». Hoje conhecido como kamut, a antiga palavra egípcia para trigo, é um cereal rico e de sabor amanteigado.

O arroz selvagem não é arroz, na verdade. É a semente de uma erva aquática originalmente cultivada pelas tribos nativas da América. O seu sabor é muito intenso e é muito caro, e por isso costuma ser misturado com outros tipos de arroz.

Sabia que?

  • As crianças que comem logo de manhã têm maior probabilidade de terem dietas alimentares mais equilibradas. [4]
  • Os adolescentes tendem a fazer mais exercício quando tomam o pequeno-almoço regularmente[5] (quem iria imaginar que algo tão simples como o pequeno-almoço pudesse tirar um adolescente do sofá para fazer exercício?!).
  • O pequeno-almoço faz-lhes bem. Não é um mito. Há muita investigação científica que o prova!

1, 2, 3… vamos tomar o pequeno-almoço!

Veja as nossas sugestões para tornar o pequeno-almoço um momento imperdível!

1. Puxe pela criatividade!

De vez em quando (sabemos que de manhã não tem assim tanto tempo), porque não transformar o pequeno-almoço dos seus filhos numa obra de arte? Eles vão acordar desejosos de ver o que os espera! Pode usar fruta em pedaços para criar uma obra-prima no prato ou usar um cortador de bolachas para dar formas originais ao pão ou às torradas.

2. Agora todos juntos…

As crianças adoram imitar. Por isso, ao sentar-se com elas a tomar o pequeno-almoço, aumenta a probabilidade delas aprenderem a fazer o mesmo e gostarem!

3. O poder da escolha

Experimente colocar vários alimentos na mesa e deixar a criança decidir o que quer comer. Pode usar duas ou três variedades de cereais de pequeno-almoço, ter frutos diferentes para juntar aos cereais ou, ainda, perguntar se querem os ovos cozidos ou estrelados.

Mais ideias para pequenos-almoços divertidos

Notas de rodapé

  1. Cho S, Dietrich M, Brown CJ et al (2003) The effect of breakfast type on total daily energy intake and body mass index: results from the Third National Health and Nutrition Examination Survey (NHANES III). J Am Coll Nutr. Aug;22(4):296-302.• Serra Majem L et al (2004) Nutricion infanil y juvenile. Estudio enKid. Elsevier Espana: Volume 5.

    • Rampersaud GC, Pereira MA, Girard BL et al (2005) Breakfast habits, nutritional status, body weight, and academic performance in children and adolescents. J Am Diet Assoc. May;105(5):743-60.

  2. Kennedy E & Davis C (1998) US Department of Agriculture School Breakfast Program. Am J Clin Nutr.

    Apr;67(4):798S-803S

  3. Kennedy E & Davis C (1998) US Department of Agriculture School Breakfast Program. Am J Clin Nutr. Apr;67(4):798S-803S.
  4. • Matthys C, De Henauw S, Bellemans M et al (2007) Breakfast habits affect overall nutrient profiles in adolescents. Public Health Nutr. Apr;10(4):413-21.

    • Raaijmakers LG, Bessems KM, Kremers SP et al (2010) Breakfast consumption among children and adolescents in the Netherlands. Eur J Public Health. Jun;20(3):318-24.

  5. Keski-Rahkonen A, Kaprio J, Rissanen A et al (2003) Breakfast skipping and health-compromising behaviors in adolescents and adults. Eur J Clin Nutr. Jul;57(7):842-53.

  • Escreva-nos
  • Perguntas Frequentes
  • Em pessoa

Tentámos responder ao maior número possível de perguntas. Pode procurá-las todas aqui:

Nos países emergentes, os produtos Nestlé têm mais sal do que os produtos nos países desenvolvidos? Ao longo dos últimos 15 anos, empenhámo-nos em reduzir o sódio (que é o componente principal do sal) nos nossos cereais de pequeno-almoço em todo o mundo, pois queremos continuar a fazê-los mais nutritivos. Alcançar uma fórmula consistente em todos os produtos não se consegue do dia para a noite – por isso, é possível que alguns produtos contenham mais sódio do que outros. O nosso objetivo é que todos os nossos cereais – a nível global – tenham os mesmos níveis reduzidos de sódio, tendo como alvo menos de 135mg por dose em todos os nossos produtos para crianças. Quais são as vantagens nutricionais e para saúde dos Nestlé Corn Flakes Sem Glúten? Para além de serem uma opção saudável para quem quer reduzir a quantidade de glúten na sua dieta ou que têm doença celíaca ou intolerância ao glúten, os Corn Flakes Sem Glúten são também enriquecidos com vitaminas do complexo B, ácido fólico e ferro. Como posso encontrar alimentos feitos com cereais integrais? Duas coisas a reter: • Procure rótulos dos alimentos que incluam a palavra 'integral' à frente do nome do cereal, como “trigo integral” ou “pão integral”. • Para alimentos com mais de um ingrediente, certifique-se de que o cereal integral aparece no início da lista de ingredientes. Quanto mais no topo da lista, maior a percentagem de cereais integrais que foi usada na receita. E tenha atenção à percentagem de cereais integrais. Deverá encontrar esta informação também na lista de ingredientes. É fácil saber se um cereal de pequeno-almoço da Nestlé é feito com cereais integrais: basta procurar pelo faixa verde e o certo dos cereais integrais na parte superior da embalagem. Ouvi dizer que uma dieta com um IG baixo me pode ajudar a perder peso. É verdade? É muito cedo para dizer ao certo. A ciência ainda está a dar os primeiros passos nesta área. Há provas de que os alimentos com baixo IG demoram mais a serem digeridos e o ajudam a sentir-se satisfeito durante mais tempo, mas não há nada que comprove que ingerirá menos calorias na refeição seguinte. MOSTRAR TODAS AS PERGUNTAS FREQUENTESPress to see all FAQs

Источник: https://www.nestle-cereals.com/pt/pt/pequeno-almoco-saudavel/o-que-e-um-pequeno-almoco-saudavel/importancia-do-pequeno-almoco-para-as-criancas

Embarazo y niños
Deja una respuesta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: