Viajar para relaxar antes da chegada do bebé!

Babymoon: conheça os destinos para gestantes

Viajar para relaxar antes da chegada do bebé!

Nada melhor do que relaxar antes da chegada do baby, não é mesmo? Além de diminuir a ansiedade, conhecer lugares novos é uma opção para a mais nova mãe descontrair e se inspirar.

Tirar férias durante a gravidez virou tendência entre as famosas e blogueiras e está se tornando uma prática comum. Diversos destinos podem ser escolhidos pelas gestantes como forma de se desligar um pouco da rotina e das preocupações que toda a grávida têm.

A expressão BabyMoon significa, em português, “Lua do bebê”, que nada mais é que um trocadilho da palavra HoneyMoon, que significa “Lua de mel”.

Essa viagem é feita por casais grávidos, como se fosse uma lua de mel, e tem o intuito de fornecer momentos felizes e relaxantes antes da chegada da nova vida, bem como o casal se curtir nesse momento a dois, porque depois a vida não será mais a mesma.

Ter um bebê é uma transformação. É realmente uma nova vida! A vida da mãe e do pai são novas: quando o bebê nasce, nasce também um pai e uma mãe. Criam-se responsabilidades novas. Por conta disso, planejar uma BabyMoon é uma ótima escolha!

A seguir, preparamos alguns tópicos que são essenciais ao pensar em se organizar para fazer as malas. Confira!

Programe-se

Tente se planejar com o seu parceiro, combine umas férias juntos, 1 semana, 15 dias ou até 1 final de semana. Esse momento é muito importante para o casal. Tanto a mãe gestante quanto o pai precisam um da presença do outro, o apoio um do outro e o afeto um do outro.

Eles têm que pensar que criaram um vínculo eterno com um filho, e não existe nada mais bonito que um laço afetivo e de amor os ligando. A grávida precisa do apoio do companheiro durante a gestação, bem como se sentir protegida, amada e confiante.

Para as mães solo, ou mães que não são tão próximas do pai do bebê, a companhia de uma amiga, de um amigo, mãe, irmã, é tão válida quanto. Mamães grávidas que não possuem um companheiro, seja por diversos motivos, vocês não estão sozinhas. Não se diminuam.

Ter alguém que acompanhe por perto a sua gravidez pode ser melhor do que o pai biológico do baby.

Então, uma viagem com quem te ajuda, te acompanhou em todo esse processo, não pode ser descartada, ok? Pense que você é tão forte quanto as mães que estão junto com o próprio pai do bebê e que seu filho é sua força maior, que ninguém te tira.

Escolha o destino

Alguns casais optam por um destino mais romântico e relaxante; outros, mais radicais, em que não seria possível levar uma criança ou conhecer tão cedo o lugar desejado. Tem casais também que preferem até aproveitar a viagem para fazer o enxoval do bebê.

Conforto

É válido também viagens de carro, até é mais recomendado. Algumas cidades vizinhas ou cidades praieiras são uma ótima opção também. Quando não se tiver nenhuma opção em mente, que tal uma estadia de um final de semana em uma pousada ou um hotel bem legal?

Lembre-se de escolher um destino que você, mamãe, se sinta bem.

Se for para pegar um avião, que seja um lugar que não precise de muitas horas de voo para chegar; ou, se for um lugar mais longe, tente fazer essa viagem no meio da gestação, não deixe para o final.

O fim da gestação pode ser muito desgastante para as mamães, são muitas dores em todo o corpo, inchaço, cansaço… isso pode te desgastar muito. Lembre-se de fazer essa viagem no momento certo.

O fundamental é que a viagem siga o ritmo da grávida e não represente nenhum risco para a saúde dela ou do bebê. Além de estar com o pré-natal em dia, é fundamental conversar sobre seus planos de viagem com o obstetra.

Opções de destino

O destino varia muito do perfil da viagem escolhida, quantos dias e o que fazer no local. Aqui separamos os destinos nacionais e internacionais mais escolhidos ultimamente:

Nacionais

– Porto de Galinhas – Pernambuco: o balneário mais famoso do litoral pernambucano é uma ótima alternativa para os casais grávidos, principalmente durante os meses de baixa temporada.

– Maragogi – Alagoas: o Caribe Brasileiro também está entre os destinos mais procurados por quem busca belas praias e muita tranquilidade. A região conta com resorts all inclusive bem localizados na região. Vale a pena pesquisar.

– Itacaré – Bahia: esta é uma ótima alternativa para quem deseja alguns dias em contato direto com a natureza.

Internacionais

São inúmeros os destinos, mas opte pelo qual mais teve desejo de estar, ainda mais nesse momento especial. Vai ser mágico!

– Paris: cidade linda, romântica e totalmente fotogênica. Que tal umas fotos do barrigão com a torre de fundo?

– Roma: uma bela obra de arte! Você vai amar.

– Veneza: nada mais romântico que um passeio de gôndola, não é mesmo? Vai ser muito especial esse momento.

Defina a período

O fundamental é que a viagem siga o ritmo da grávida e não represente nenhum risco para a saúde dela ou do bebê. Além de estar com o pré-natal em dia, é fundamental conversar sobre seus planos de viagem com o obstetra.
Antes de mais nada, vale a pena avaliar qual o melhor período para realizar a viagem.

Primeiro trimestre

Se você acaba de descobrir que está grávida e pretende viajar durante o 1º trimestre de gravidez, saiba que, nos primeiros três meses, a gestante fica mais suscetível a sentir mal-estares que possam dificultar a viagem, como queda de pressão, vômitos e intolerância a alguns cheiros e alimentos.

Ou seja, até a 7ª semana, é possível que a mulher não apresente nenhum sinal de gravidez. Mas, pouco tempo depois, é provável que note oscilações de humor, enjoos, sono excessivo e dores de cabeça. Entre a 8ª e a 11ª semana, o corpo também começa a se expandir, ocasionando possíveis dores nas costas.

Importante lembrar também que é nesse período que acontecem 80% dos abortos espontâneos. A recomendação geral dos médicos é evitar viagens muito longas. Mas, salvo exceções, as grávidas estão liberadas para tirar férias próximas de casa e fazer exercícios físicos apropriados, como natação, yoga, pilates e caminhada.

Segundo trimestre

O 2º trimestre é o melhor momento para viajar e fazer uma Babymoon! Por quê?

– O risco de aborto espontâneo diminui drasticamente; – Os enjoos tendem a melhorar e a disposição e o apetite tendem a aumentar;

– A barriga ainda não está grande demais a ponto de atrapalhar a movimentação, sem muitas dores ou complicações.

Источник: https://lavembebe.com.br/blog/babymoon-conheca-os-destinos-para-gestantes/

Embarazo y niños
Deja una respuesta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: